Efeitos de imbricação em discursos da/na mídia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22484/2318-5694.2021v9n22p47-63

Resumo

Este artigo se volta a reflexões teórico-analíticas acerca de práticas discursivo-midiáticas na conjuntura sócio-histórica brasileira, tomando como foco os discursos jornalístico e publicitário em seus processos de imbricação. Da perspectiva teórico-metodológica da análise de discurso de base materialista, busca-se refletir acerca do modo como acontecimentos jornalísticos em circulação na mídia passam a ser apropriados pelo discurso publicitário e, também, como o discurso publicitário produz efeitos nas práticas jornalísticas atuais. Como corpus de análise, foram mobilizadas práticas discursivo-midiáticas em torno da pandemia de COVID-19 no Brasil, materializadas em propagandas, informes publicitários e na chamada publicidade nativa. Os gestos de análise apontam para uma relação de proximidade entre as práticas discursivas jornalísticas e publicitárias na atualidade, o que não é sem consequências para a manutenção da mídia tradicional como instância de poder.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABERT lança campanha de combate à desinformação sobre coronavírus. Abert. 25 mar. 2020. Disponível em: https://www.abert.org.br/web/component/k2/tag/campanha.html. Acesso em: 10 jun. 2021.

ALERTA_Coronavírus. Abert. 19 mar. 2020. Disponível em: https://www.abert.org.br/web/videos/ALERTA_CORONAVIRUS.mp4. Acesso em: 10 jun. 2021.

ANJ unifica capas de jornais e realça importância da informação no combate ao coronavírus. O Globo, 23 mar. 2020. Disponível em: oglobo.globo.com/sociedade/coronavirus-servico/anj-unifica-capas-de-jornais-realca-importancia-da-informacao-no-combate-ao-coronavirus-24321917. Acesso em: 29 jun. 2021.

BRASIL é destaque no mundo por não divulgar dados de mortes por covid-19. BBC News, 8 jun. 2020. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-52967730. Acesso em: 29 jun. 2021.

DELA-SILVA, Silmara; MONTEIRO, Ana Carolina M. Entre o publicitário e o jornalístico: o discurso governamental sobre a “Nova Previdência”. In: DELA-SILVA, S.; LUNKES, F. (Orgs.). Mídia e(m) Discurso. No prelo.

DELA-SILVA, Silmara. “Checar fatos e desmentir boatos”: fake news e discurso jornalístico no Brasil. Fórum Linguístico, v. 18, p. 5949-5961, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/forum/article/view/72801. Acesso em: 26 nov. 2021. DOI: https://doi.org/10.5007/1984-8412.2021.e72801

DELA-SILVA, Silmara. Dos discursos em seu funcionamento: a mídia, o trabalho, o trabalhador. Entremeios, Pouso Alegre (MG), vol. 20, p. 15-28, dez. 2019. Disponível em: <http://www.entremeios.inf.br/published/816.pdf>. Acesso em: 9 jul. 2020. DOI: https://doi.org/10.20337/ISSN2179-3514revistaENTREMEIOSvol20pagina15a28

DELA-SILVA, Silmara. Da resistência aos discursos da/na mídia: sobre eventos e páginas no Facebook. In: SOUSA, L.M.A. et al. (Orgs.). Resistirmos, a que será que se destina? São Carlos: Pedro & João Editores, 2018. p. 273-295.

DELA-SILVA, Silmara. O acontecimento discursivo da televisão no Brasil: a imprensa na constituição da TV como grande mídia. 2008. 225 p. Tese (Doutorado) Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas-SP, 2008.

FERREIRA JR., José. 2017. Capas de jornal: a primeira imagem e o espaço gráfico-visual. São Paulo: Editora Senac.

MARSHALL, Leandro. O jornalismo na era da publicidade. São Paulo: Summus, 2003.

MARIANI, Bethania. O PCB e a imprensa. Os comunistas no imaginário dos jornais 1922-1989. Rio de Janeiro: Revan, 1998.

MÉDICOS pela vida. Covid-19. Quem somos, 2020. Disponível em: https://medicospelavidacovid19.com.br/quem-somos/. Acesso em: 30 jun. 2021.

ORLANDI, Eni. Análise do discurso: Princípios e procedimentos. Campinas-SP: Pontes, 2001a.

ORLANDI, Eni. Discurso e texto. Formulação e circulação dos sentidos. Campinas-SP: Pontes, 2001b.

PANDEMIA é tema preferencial da desinformação, afirma estudo. Abert. 8 jan. 2021. Disponível em: https://www.abert.org.br/web/notmenu/pandemia-e-tema-preferencial-da-desinformacao-afirma-estudo.html. Acesso em: 10 jun. 2021.

PÊCHEUX, Michel. [1969]. Análise automática do discurso (AAD-69). In: GADET, F.; HAK, T. (Orgs.). Por uma análise automática do discurso. 3 ed. Campinas: Editora da Unicamp, 1997a.

PÊCHEUX, Michel. [1975]. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. 3 ed. Campinas: Editora da Unicamp, 1997b.

REIS, Marco Aurélio. Crise leva o jornalismo impresso do Rio a reinventar seu negócio. Revista Brasileira de Ensino de Jornalismo, Brasília, v. 5, n. 17, p. 219-234, jul./dez.2015. Disponível em: http://rebej.abejor.org.br/index.php/rebej/article/view/195. Acesso em: 26 nov. 2021.

STRAZZA, Pedro. “Informe publicitário” negacionista nos jornais O Globo e Folha de S. Paulo atesta divisão entre editorial e comercial. B9, 23 fev. 2021. Disponível em: https://www.b9.com.br/139388/informe-publicitario-negacionista-nos-jornais-o-globo-e-folha-atesta-divisao-entre-editorial-e-comercial/. Acesso em: 30 jun. 2021.

TERCEIRA fase da campanha ‘Vacina Sim’ reforça os cuidados recomendados mesmo após a vacinação. Aberj, 19 abr. 2021. Disponível em: https://www.aberje.com.br/terceira-fase-da-campanha-vacina-sim-reforca-os-cuidados-recomendados-mesmo-apos-a-vacinacao/. Acesso em: 10 jun. 2021.

Downloads

Publicado

2022-02-08

Como Citar

Silva, S. D. (2022). Efeitos de imbricação em discursos da/na mídia. Tríade: Comunicação, Cultura E Mídia, 9(22), 47–63. https://doi.org/10.22484/2318-5694.2021v9n22p47-63