Futebol, ideologia e cultura de massa: repensando a perspectiva crítica

Autores

  • Felipe Tavares Paes Lopes Universidade de Sorocaba

Resumo

Neste artigo, busco refletir sobre as consequências lógicas e sociais de algumas análises do futebol inspiradas nas perspectivas críticas de Louis Althusser, Theodor W. Adorno e Max Horkheimer, a fim de abrir caminho para um enfoque mais construtivo. Para tanto, apoio-me nas análises desenvolvidas por John B. Thompson sobre as obras desses autores. Começo problematizando o papel integrador e unificador do futebol e a noção de declínio do indivíduo-torcedor. Em seguida, argumento que é preciso repensar o papel e os modos de operação da ideologia no universo do futebol, indicando a pertinência da noção de ideologia formulada por Thompson para a compreensão das relações entre sentido e dominação nesse universo específico. 



Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Tavares Paes Lopes, Universidade de Sorocaba

Graduado em Comunicação Social pela Escola Superior de Propaganda e Marketing e em Filosofia pela Universidade de São Paulo. Mestre em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e doutor na mesma àrea pela Universidade de São Paulo. Realizou pós-doutorado em Sociologia do Esporte na Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas. Atualmente é docente do Programa de Pós-graduação em Comunicação e Cultura da Universidade de Sorocaba e pós-doutorando no Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getúlio Vargas.

Publicado

2016-06-15

Como Citar

Lopes, F. T. P. (2016). Futebol, ideologia e cultura de massa: repensando a perspectiva crítica. Tríade: Revista De Comunicação, Cultura E Mídia, 4(7). Recuperado de http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/triade/article/view/2477