A nutricionalização da vida na tela da TV

Palavras-chave: Nutrição. Televisão. Biopoder.

Resumo

Este artigo apresenta resultados de pesquisa sobre a participação de nutricionistas em programas de TV sobre saúde e bem-estar. O objetivo é mostrar como os nutricionistas são apresentados nesses televisivos e como o público (entendido aqui como um conjunto aleatório de indivíduos expostos a esses programas de maneira direta ou indireta) percebe a figura do nutricionista. Este trabalho analisa a questão pela ótica do biopoder (forma indireta de governar a vida que busca aumentar as potencialidades físicas da população para produzir corpos economicamente ativos). O trabalho usa análise de conteúdo, observação participante e questionários. O manuscrito conclui que a TV, ao dar visibilidade aos nutricionistas, colabora com o projeto do biopoder de construir corpos economicamente ativos e efetiva a nutricionalização da vida (ocorre quando a nutrição se apropria da vida cotidiana e passa a construir conceitos, costumes e comportamentos sociais).

Biografia do Autor

Jeferson Bertolini, UFSC

Doutor em Ciências Humanas (UFSC), mestre em Jornalismo (UFSC), bacharel em Comunicacão Social/Jornalismo (Univali)

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2010

CAPONI, Sandra. Medicalização da vida: ética, saúde pública e indústria farmacêutica. Palhoça: Editora Unisul, 2010

CARNEIRO, Henrique. Comida e sociedade: uma história da alimentação. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003

FISCHLER, Claude. El (h) omnívoro: el gusto, la cocina y el cuerpo; tradução de Mario Merlino. Barcelona: Anagrama, 1995

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade I: a vontade de saber; tradução de Maria Thereza da Costa e J. A. Guilhon Albuquerque. 22. ed. Rio de Janeiro: Graal, 2012

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 4. ed. São Paulo: Atlas, 1995

HABERMAS, Jüngen. Comunicação, opinião pública e poder. In: COHN, Gabriel. Comunicação e indústria cultural. 4. ed. São Paulo: Cia Editora Nacional, 1978

MINAYO, Maria Cecília de Souza. Disciplinaridade, Interdisciplinaridade e Complexidade. In: Revista Emancipação. Ponta Grossa, 2010

POMBO, Olga. Epistemologia da Interdisciplinaridade. Conferencia proferida no Colóquio Interdisciplinaridade, Humanismo e Universidade, promovida pela Cátedra Humanismo Latino. Porto, 2007

RESTREPO, Eduardo. Técnicas etnográficas. In: Especialización en Métodos y Técnicas de Investigación en Ciencias Sociales. Fucla, 2010

SELLTIZ, Claire; WRIGHTSMAN, Lawrence Samuel; COOK, Stuart Wellford. Métodos de pesquisa nas relações sociais; 4. ed. São Paulo: EPU, 1987

Publicado
2018-12-17
Seção
ARTIGOS - Outras Perspectivas