Na voz de um menino, o cinema e a epifania

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22484/2318-5694.2020v8n19p221-234

Resumo

A partir de uma conversa entre o cinema e a noção de epifania, este artigo destaca um possível lugar para pensar o que salta do universo potente e imaginário do cinema em poesia. Este diálogo é revelado a partir da análise da jornada do personagem principal do filme libanês Capharnaun, um menino que empenha uma via-crucis para conseguir o direito à cidadania. A tessitura desta reflexão se conecta as teorias da poesia do ritmo de Jean Epstein, aos debates sobre políticas das que saltam da obra que Jaques Ranciere, aos sentidos que emergem das telas por Thomas Elsaeser e Malte Hagener em diálogo com a produção de presença, conceito de Gumbrecht, que evoca nas potencialidades das representações que perpassam as materialidades do corpo, um possível lugar para as manifestações do discurso cinematográfico em estética e poesia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Oliva, Universidade Paranaense

Doutor em Comunicação e Linguagens pela Universidade Tuiuti do Paraná. Docente e Pesquisador dos Cursos de Publicidade e Propaganda e Produção Audiovisual, da Universidade Paranaense, UNIPAR. 

Referências

ELSAESER, T.; HAGENER, M. Teoria do cinema: uma introdução através dos sentidos. Campinas: Papirus, 2018.

EPSPTEIN, J. A inteligência de uma máquina. In: XAVIER, I. (Org.). A Experiência do Cinema. Rio de Janeiro: Graal, 1983.

GUMBRECHT, H. U. Produção de presença: o que o sentido não consegue transmitir. Rio de Janeiro: Ed PUC RIO, 2010.

GUMBRECHT, H. U. Nosso amplo presente. O tempo e a cultura contemporânea. São Paulo: Editora da UNESP, 2015.

GUMBRECHT, H. U. Serenidade, presença e poesia. Belo Horizonte: Relicários Edições, 2016.

GUMBRECHT, H. U. Graciosidade e estagnação. Rio de Janeiro: Contraponto: Editora PUC/RJ, 2012.

RANCIERE, J. O desentendimento: politica e filosofia. São Paulo: Editora 34, 2018.

RANCIERE, J. O espectador emancipado. São Paulo: Martins Fontes, 2012.

Publicado

2020-12-29

Como Citar

Oliva, R. (2020). Na voz de um menino, o cinema e a epifania. Tríade: Revista De Comunicação, Cultura E Mídia, 8(19), 221-234. https://doi.org/10.22484/2318-5694.2020v8n19p221-234