Os anúncios publicitários na Copa das Confederações de 2013 e na Copa do Mundo de 2014: uma leitura das representações midiáticas do Brasil contemporâneo

Autores

  • Bernardo B B de Hollanda
  • Maria Alice de Faria Nogueira

Resumo

O artigo explora o contexto de realização de dois eventos esportivos internacionais organizados pela FIFA e ocorridos no Brasil em 2013 e 2014. Para tanto, reconstitui-se a turbulência do ambiente social do país, marcado por manifestações e protestos durante a nona edição da Copa das Confederações e a 20ª Copa do Mundo. O foco do texto recai na compreensão das estratégias dos anunciantes de associar sua imagem ao futebol e na análise de peças publicitárias divulgadas na imprensa nesse período, com ênfase na figura supostamente festiva do torcedor do selecionado brasileiro. Trata-se de argumentar como empresas patrocinadoras e marcas privadas se valeram de slogans e bordões alusivos ao espetáculo futebolístico para potencializar seus mecanismos de massificação. Com efeito, de maneira polissêmica e até certo ponto inesperada, as relações entre sociedade e publicidade permitiram concluir neste caso que o processo de espetacularização do futebol contemporâneo se articulou com os modos particulares de apreensão das mensagens por leitores e telespectadores, na mesma proporção em que houve uma substantiva ressignificação das imagens e dos dizeres veiculados pelos meios de comunicação de massa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-06-15

Como Citar

Hollanda, B. B. B. de, & de Faria Nogueira, M. A. (2016). Os anúncios publicitários na Copa das Confederações de 2013 e na Copa do Mundo de 2014: uma leitura das representações midiáticas do Brasil contemporâneo. Tríade: Comunicação, Cultura E Mídia, 4(7). Recuperado de https://periodicos.uniso.br/triade/article/view/2468