Masculinidades em anúncio

a publicidade enquanto tecnologia de gênero

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22484/2318-5694.2018v6n13p69-84

Resumo

Neste artigo buscamos evidenciar a publicidade enquanto uma tecnologia de gênero que coloca em circulação midiática representações de masculinidades. Para isso, destacamos a teoria latino-americana das mediações culturais, que permite articular o modo pelo qual a publicidade adapta seu discurso às discussões culturais correntes sobre o gênero em um processo dinâmico de produção de representações de gênero. A análise de dois anúncios de desodorantes masculinos por meio da semiótica peirceana ainda sugere possíveis estéticas, éticas e lógicas de masculinidades que são produzidas pelos anúncios, de forma a reconhecer a publicidade enquanto uma tecnologia de gênero que produz e promove representações de gênero.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clotilde Perez, Universidade de São Paulo

Professora Titular de Publicidade e Consumo da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Líder do Grupo de Estudos Semióticos em Comunicação, Cultura e Consumo. Fundadora da Casa Semio.

André Luiz Silva Peruzzo, Universidade de São Paulo

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Membro do GESC3 – Grupo de Estudos Semióticos em Comunicação, Cultura e Consumo. ORCID iD: https://orcid.org/0000-0002-7000-7676

Downloads

Publicado

2018-12-17

Como Citar

Perez, C., & Peruzzo, A. L. S. (2018). Masculinidades em anúncio: a publicidade enquanto tecnologia de gênero. Tríade: Comunicação, Cultura E Mídia, 6(13). https://doi.org/10.22484/2318-5694.2018v6n13p69-84

Edição

Seção

ARTIGOS - Outras Perspectivas