Da imaginação à realidade

reflexões sobre narrativas de viagem a partir da excursão de dois romancistas à Patagônia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22484/2318-5694.2023v11id4384

Palavras-chave:

narrativa de viagem, sexo, literatura, memória, imaginário

Resumo

O escritor brasileiro Juremir Machado da Silva e o romancista francês Michel Houellbecq já colocaram diversas vezes seus personagens ficcionais em aviões, navios e carros para rodar o mundo atrás de diversão, trabalho, dinheiro, sexo, novas experiências e autoconhecimento. No entanto, em Um escritor no fim do mundo, Silva (2011) apresenta uma narrativa de viagem de memória em que acompanha o escritor francês a Patagônia argentina. O artigo mapeia como as reflexões apresentadas pelos dois pensadores no relato não ficcional podem contribuir para os estudos sobre as narrativas de viagem contemporâneas. Utilizando a Análise de Conteúdo de Bardin (2011) com o estilo textual proposto por Adorno (2003) foram mapeadas quatro categorias que prevalecem nos diálogos de Silva e Houellebecq: sexo, literatura, memória e imaginário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Ritter, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Professor adjunto do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), campus Frederico Westphalen. Doutor pela Pontifícia Universidade do Rio Grande do Sul (PUCRS) com estágio doutoral na New Yokr University (Estados Unidos) e mestre pela mesma instituição. Autor do livro "A tribo jornalística de Erico Verissimo", publicado pela editora Unijuí (2016).

Downloads

Publicado

19-09-2023

Como Citar

RITTER, Eduardo. Da imaginação à realidade: reflexões sobre narrativas de viagem a partir da excursão de dois romancistas à Patagônia. Tríade: Comunicação, Cultura e Mídia, Sorocaba, SP, v. 11, n. 24, p. e023012, 2023. DOI: 10.22484/2318-5694.2023v11id4384. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/triade/article/view/4384. Acesso em: 23 abr. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS