Processos de sujeição

uma reflexão à luz de Butler e Foucault

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22484/2318-5694.2022v10id4919

Palavras-chave:

relações de gênero, formação do sujeito, sujeição

Resumo

Este artigo busca ampliar a discussão sobre os estudos de gênero e as questões que constituem os sujeitos, especialmente no tocante à área de comunicação, e reflete sobre os processos de sujeição – do sujeito – enquanto forma de poder. Parte-se do seguinte problema: o que constitui o sujeito no discurso da youtuber Louie Ponto sobre relações de gênero? Para tanto, discorre-se sobre a constituição do sujeito e as relações de poder que envolvem este processo a partir de Foucault e Butler. Como percurso metodológico, utiliza-se a análise discursiva, amparada na abordagem de Stuart Hall. Com base no pensamento foucaultiano e butleriano sobre a constituição do sujeito, levando em conta as relações de poder implicadas neste processo, percebeu-se que o discurso de Louie Ponto se encontra afinado a essa perspectiva, na qual o poder atua numa esfera ambígua entre a condição externa e anterior ao sujeito, mas, ao mesmo tempo, no sujeito, enquanto processo que o constitui como tal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Georgia de Mattos, Programa de Comunicação e Cultura da Universidade de Sorocaba

Doutoranda em Comunicação e Cultura pela Universidade de Sorocaba - Uniso. Mestra em Comunicação e Cultura pela Universidade de Sorocaba (2018). Licenciatura em Letras - Português/Inglês pela UniCesumar (2022). Bacharel em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Sorocaba (2014).

Referências

AGGIO, Juliana Ortegosa. Práticas críticas de si: Foucault e Butler. Veritas, Porto Alegre, v. 67, n. 1, p. 1-13, jan./dez. 2022. Disponível em: file:///C:/Users/tarcy/Downloads/41911-Texto%20do%20artigo-187880-2-10-20220204%20(2).pdf. Acesso em: 22 ago. 2022. DOI: https://doi.org/10.15448/1984-6746.2022.1.41911

BUTLER, Judith. A vida psíquica do poder: teorias da sujeição. Belo Horizonte: Autêntica, 2019.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

FOUCAULT, Michel. O Sujeito e o Poder. In: DREYFUS, Hubert L.; RABINOW, Paul. Michel Foucault, uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995. p. 231-249.

HALL, Stuart. The work of representation. In: HALL, Stuart (org.). Representation: cultural representation and cultural signifying practices. London/Thousand Oaks/New Delhi: Sage/Open University, 1997. p. 13-74.

PONTO, Louie. E esse tal de empoderamento? (minha história). YouTube, 22 jun. 2020. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=OKeZemVulow. Acesso em: 21 set. 2022.

SPARGO, Tamsin. Michel Foucault e a teoria queer. Belo Horizonte: Autêntica, 2019.

TERTO, Amauri. 9 canais LGBT no YouTube que vão expandir a sua mente. HoffPost Brasil, 26 jun. 2018. Disponível em: https://www.huffpostbrasil.com/2018/06/26/9-canais-lgbt-no-youtube-que-vao-expandir-a-sua-mente_a_23468772/. Acesso em: 15 fev. 2021.

Downloads

Publicado

01-12-2022

Como Citar

DE MATTOS, G.; SANTOS, T. C. Processos de sujeição: uma reflexão à luz de Butler e Foucault . Tríade: Comunicação, Cultura e Mídia, Sorocaba, SP, v. 10, n. 23, p. e022013, 2022. DOI: 10.22484/2318-5694.2022v10id4919. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/triade/article/view/4919. Acesso em: 5 fev. 2023.

Edição

Seção

ARTIGOS - OUTRAS PERSPECTIVAS