O gesto contínuo

a fotografia nos limites ambivalentes do tempo e do espaço

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22484/2318-5694.2023v11id5107

Palavras-chave:

jornalismo visual, semiótica discursiva, World Press Photo

Resumo

Este trabalho discute a permanência das fotos em preto e branco em espaços de midiatização recentes e as experiências de espacialidade e temporalidade como grandezas que dão espessura a um fato transformando-o na narrativização da dor, por meio do jornalismo visual. Partimos da ideia do fotográfico dentro da ambiência digital e o tomamos como um modo de constituir simbolicamente uma discursividade visual, suscetível de provocar nas interações dos sujeitos com as imagens e entre si. Para tanto, analisa-se uma série chamada Mothers of Patience, de Fatemeh Behboudi, visando compreender as implicações da figuração da dor por meio das perspectivas teóricas de Didi-Hubeman, Flusser e Agamben, entre outros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kati Caetano, Universidade Tuiuti do Paraná

Professora no Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Linguagens da Universidade Tuiuti do Paraná. Mestre em Lingüística pela Universidade de São Paulo (1982) e Doutora em Letras pela Universidade de São Paulo (1991). Pós-doutorado em Semiótica pela Université de Liège e Groupe de Recherches Sémiotiques da EHESS, de Paris, França, realizado no biênio 1993-94, e pós-doutorado em Ciências da Linguagem, na École Normale Supérieure de Lyon e Université de Paris VII, Paris, no biênio 2002-2003.

Márcia Boroski, Centro Universitário Internacional UNINTER

Doutora em Comunicação e Linguagens na Universidade Tuiuti do Paraná (UTP). É mestre em Comunicação pela Universidade Estadual de Londrina e graduada em Comunicação Social - Jornalismo pela mesma instituição. Atua como pesquisadora no grupo Interações Comunicacionais, Imagens e Culturas Digitais (INCOM), da UTP, e coordena o grupo de pesquisa Tecnologias da Imagem, no Centro Universitário Internacional Uninter - onde também atua como docente, ministrando disciplinas para os cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda.

Fernando Artur de Souza, Universidade Tuiuti do Paraná

Professor Adjunto da Universidade Tuiuti do Paraná. Doutorando no Programa-de Pós-Graduação em Comunicação e Linguagens, também da Universidade Tuiutido Paraná, e mestre em Tecnologia pelo Programa de Pós-Graduação em Tecnologia da Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Downloads

Publicado

15-05-2023

Como Citar

CAETANO, Kati; BOROSKI, Márcia; DE SOUZA, Fernando Artur. O gesto contínuo: a fotografia nos limites ambivalentes do tempo e do espaço. Tríade: Comunicação, Cultura e Mídia, Sorocaba, SP, v. 11, n. 24, p. e023001, 2023. DOI: 10.22484/2318-5694.2023v11id5107. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/triade/article/view/5107. Acesso em: 4 mar. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS