Não-coisas

a crítica de Han à desmaterialização do mundo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22484/2318-5694.2023v11id5261

Palavras-chave:

comunicação, Han, informação

Resumo

Essa resenha aborda o mais recente trabalho de Byung-chu Han publicado no Brasil. Em “Não-coisas: reviravoltas no mundo da vida”, o filósofo aborda a questão da desmaterialização do mundo, em que as informações prevalecem às coisas. A obra apresenta um desenvolvimento de temas caros ao autor, como a digitalização da vida e suas consequências, a ampliação da comunicação digital e das tecnologias associadas à comunicação e seus impactos sociais e subjetivos. Especificamente nessa obra, Han aborda tais questões pelo viés da proliferação da informação que se coloca entre os sujeitos e o mundo, afetando sua experiência da concretude da realidade, dos seus objetos. A experiência do mundo se torna, assim, cada vez mais imaterial, uma vez que se dá pela informação em detrimento ao contato direto com a materialidade desse mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio José de Souza, Universidade de Sorocaba - Uniso

Comunicólogo, publicitário, docente e pesquisador nas áreas de comunicação e cultura. Áreas de interesse: imagem, linguagem, cibercultura e mídia.

Downloads

Publicado

27-12-2023

Como Citar

SOUZA, Antonio José de. Não-coisas: a crítica de Han à desmaterialização do mundo. Tríade: Comunicação, Cultura e Mídia, Sorocaba, SP, v. 11, n. 24, p. e023020, 2023. DOI: 10.22484/2318-5694.2023v11id5261. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/triade/article/view/5261. Acesso em: 15 jun. 2024.

Edição

Seção

RESENHAS