Projetos políticos emancipatórios e cultura da memória no capitalismo contemporâneo

  • Felipe Correa de Mello Escola Superior de Propaganda e Marketing - ESPM

Resumo

Propomos fazer alguns apontamentos acerca da relação entre imagem, memória e política na sociedade contemporânea. Como ilustração de nossa exposição, analisamos o trabalho realizado pelo Museo de la Memoria y los Derechos Humanos de Santiago, Chile. Em nosso percurso expositivo fazemos apontamentos sobre a efemeridade do tempo e a centralidade da imagem em nossa sociedade, em seguida, fazemos algumas considerações sobre o fenômeno de mercantilização da memória, bem como acerca dos potenciais políticos/educativos da memória coletiva sobre acontecimentos históricos de sistemática violação dos direitos humanos (como o Holocausto e as ditaduras latino-americanas). Na última parte, fazemos uma análise de três instalações do Museo.

Publicado
Ago 18, 2017
Como Citar
MELLO, Felipe Correa de. Projetos políticos emancipatórios e cultura da memória no capitalismo contemporâneo. REU - Revista de Estudos Universitários, [S.l.], v. 43, n. 1, p. 33-53, ago. 2017. ISSN 2177-5788. Disponível em: <http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/reu/article/view/3009>. Acesso em: 23 jan. 2018. doi: http://dx.doi.org/10.22484/2177-5788.2017v43n1p33-53.