Carne Fraca via SBT:

como a emissora narrou o início dessa operação?

  • João Paulo Hergesel Universidade Anhembi Morumbi – UAM
  • Míriam Cristina Carlos Silva Universidade de Sorocaba - Uniso

Resumo

As diferenças nas narrativas midiáticas elaboradas pelos telejornais acerca do início da Operação Carne Fraca é o cerne deste trabalho. Elegendo como objeto de estudo vídeos do Núcleo de Jornalismo do SBT, exibidos entre a manhã de 17 de março de 2017 e a madrugada do dia 20, visa-se a entender como a segunda maior emissora de televisão nacional noticiou esse momento impactante, política e economicamente, para a História Contemporânea Brasileira. Para a realização desta pesquisa, primeiramente, fez-se a coleta de fragmentos dos programas Primeiro Impacto, SBT Brasil e SBT Notícias sobre o assunto; em seguida, aplicou-se uma análise estilística ao produto audiovisual. Acredita-se na relevância desse estudo, visto que a detecção das marcas estilísticas utilizadas nos discursos ajuda a definir qual é o segmento que o programa almeja atingir. Considera-se, por fim, que os estilos diferem entre os programas da mesma emissora: enquanto um jornal retoma o perfil policialesco, outro investe nas expressões de exagero, enquanto outro tenta manter a neutralidade por meio de paráfrases.

Publicado
Ago 18, 2017
Como Citar
HERGESEL, João Paulo; SILVA, Míriam Cristina Carlos. Carne Fraca via SBT:. REU - Revista de Estudos Universitários, [S.l.], v. 43, n. 1, p. 151-167, ago. 2017. ISSN 2177-5788. Disponível em: <http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/reu/article/view/3010>. Acesso em: 23 jan. 2018. doi: http://dx.doi.org/10.22484/2177-5788.2017v43n1p151-167.