Deliberação no contexto da qualidade da democracia:

elementos para estudos em comunicação pública e política

  • Heloiza Matos e Nobre Escola de Comunicação e Artes – ECA| USP http://orcid.org/0000-0003-0382-4438
  • Patrícia Guimarães Gil Escola Superior de Propaganda e Marketing - ESPM
Palavras-chave: Comunicação política, Democracia deliberativa, Qualidade da democracia

Resumo

O artigo argumenta que a teoria discursiva ou deliberativa de democracia fornece o modelo teórico ideal para fundamentar os esforços de aperfeiçoamento da qualidade democrática num contexto de crise e desconfiança política. A comunicação pública de teor político é considerada o insumo elementar para a renovação democrática. O objetivo do texto é oferecer uma perspectiva teórica que favoreça os estudos no campo da comunicação relacionados ao aprofundamento de valores e processos democráticos. Futuras pesquisas poderão se beneficiar de elementos teóricos delineados no artigo que, ao fim, propõe abordagens empíricas orientadas por princípios normativos da teoria da deliberação. A inovação dessa abordagem está na relação entre a essência dos princípios comunicativos políticos elaborados por Jürgen Habermas e as dimensões de análise da qualidade democrática, oferecendo uma contextualização para aproximar os cidadãos das instituições democráticas.

Biografia do Autor

Heloiza Matos e Nobre, Escola de Comunicação e Artes – ECA| USP

Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade de São Paulo (PPGCOM-USP). Jornalista, mestre e doutora em Ciências da Comunicação pela USP, e com estágios pós-doutorais no GRESEC (Groupe de Recherche sur lês Enjeux de la Communication), na Université Stendhal. Coordenadora do grupo de pesquisa Comunicação Pública e Comunicação Política (Compol), na Escola de Comunicação e Artes (ECA) da USP.

Referências

AVRITZER, Leonardo. Conferências nacionais: ampliando e redefinindo os padrões de participação no Brasil. [Online]. Disponível em: . Acesso em: 7 out. 2012.
BENHABIB, Seyla. Rumo a um modelo deliberativo de legitimidade democrática. In: MARQUES, Ângela Cristina Salgueiro (org. e trad.). A deliberação pública e suas dimensões sociais, políticas e comunicativas. Belo Horizonte: Autêntica, 2009. p. 109-141.
BENHABIB, Seyla. Models of public sphere: Hannah Arendt, the liberal tradition and Jürgen Habermas. In: CALHOUN, C. (org.). Habermas and the public sphere. Cambridge: MIT Press, 1994.
BOHMAN, James. O que é a deliberação pública? Uma abordagem dialógica. In: MARQUES, Ângela Cristina Salgueiro (org. e trad.). A deliberação pública e suas dimensões sociais, políticas e comunicativas. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.
BRANDÃO, Elizabeth Pazito. Conceito de comunicação pública. In: DUARTE, Jorge (Org.) Comunicação pública – Estado, mercado, sociedade e interesse público. São Paulo: Atlas, 2007.
COHEN, Joshua. Deliberação e legitimidade democrática. In: MARQUES, Ângela Cristina Salgueiro (org. e trad.). A deliberação pública e suas dimensões sociais, políticas e comunicativas. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.
COOKE, Maeke. Cinco argumentos a favor da democracia deliberativa. In: MARQUES, Ângela Cristina Salgueiro (org. e trad.). A deliberação pública e suas dimensões sociais, políticas e comunicativas. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.
DAHL, Robert. A democracia e seus críticos. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2012.
DAHL, Robert. Sobre a democracia. Brasília: Ed. da UNB, 2001.
FISHKIN, James S. When the people speak – Deliberative democracy and public consultation. New York: Oxford University Press, 2009.
GIL, Patrícia Guimarães; MATOS, Heloiza. Quem é o cidadão na comunicação pública? Uma retrospectiva sobre a forma de interpelação da sociedade pelo Estado em campanhas de saúde. In: MATOS, Heloiza (org.) Comunicação pública – Interlocuções, interlocutores e perspectivas. São Paulo: ECA/USP, 2012. p. 141-167.
GIL, Patrícia Guimarães. Tamo junto – O argumento estudantil e sua gramática em uma arena de conflitos. 2016. 495 f. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.
GOMES, Wilson. Esfera Pública Política e Comunicação em Mudança Estrutural da Esfera Pública de Jürgen Habermas. In: GOMES, Wilson; MAIA, Rousiley C.M. Comunicação e democracia – Problemas e perspectivas. São Paulo: Paulus, 2008.
GOMES, Wilson; MAIA, Rousiley C. M. Prefácio. In: GOMES, Wilson; MAIA, Rousiley C. M. Comunicação e democracia – Problemas e perspectivas. São Paulo: Paulus, 2008.
HABERMAS, Jürgen. Comunicação política na sociedade meditática: o impacto da teoria normativa na pesquisa empírica. Líbero, São Paulo, ano XI, n. 21, p. 9-22, jun. 2008.
HABERMAS, Jürgen. Direito e democracia: entre facticidade e validade. 2. ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2011. v. II.
HABERMAS, Jürgen. Teoria do agir comunicativo. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2012. v. 1-2.
INGLEHART, Ronald; WELZEL, Christian. Modernização, mudança cultural e democracia. A sequência do desenvolvimento humano. São Paulo: Francis, 2009.
LEVINE, Daniel H.; MOLINA, José E. The quality of democracy in Latin America. London: Lynne Rienner Publishers, 2013.
LÓPEZ, Juan Camilo Jaramillo et al. Modelo de comunicación pública organizacional e informativa para entidades del estado – MCPOI. Bogotá: Usaid/Casals, 2004.
MAIA, Rousiley Celi Moreira; GOMES, Wilson; MARQUES, Francisco Paulo Jamil Almeida. (Orgs.). Internet e participação política no Brasil. Porto Alegre: Sulina, 2011.
MAIA, Rousiley Celi Moreira. Visibilidade midiática e Deliberação pública. In: GOMES, Wilson; MAIA, Rousiley C. M. Comunicação e democracia – Problemas e perspectivas. São Paulo: Paulus, 2008.
MATOS, Heloiza. Comunicação política e comunicação pública. Organicom, São Paulo, ano 3, n. 4, 1º sem. 2011, p. 58-73.
MATOS, Heloiza; GIL, Patrícia Guimarães. Habermas vai para a escola pública no Brasil: ação comunicativa e engajamento cívico. Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación, São Paulo: año XIII, n. 25, p. 56-66, jul./dic., 2016.
MENDONÇA, Ricardo Fabrino; MAIA, Rousiley C. M. Exclusão e deliberação: buscando ultrapassar as assimetrias do intercâmbio público de razões. Intercom, Rio de Janeiro, 2005.
MOISÉS, José Álvaro; MENEGUELLO, Rachel. Os Efeitos da Desconfiança Política para a Legitimidade Democrática. In: MOISÉS, José Álvaro; MENEGUELLO, Rachel (Orgs.). A Desconfiança política e os seus impactos na qualidade da democracia. São Paulo: Edusp, 2013.
MOISÉS, José Álvaro. Cidadania, Confiança Política e Instituições Democráticas. In: MOISÉS, José Álvaro; MENEGUELLO, Rachel (Orgs.). A desconfiança política e os seus impactos na qualidade da democracia. São Paulo: Edusp, 2013a.
MOISÉS, José Álvaro. Corrupção Política e Democracia no Brasil Contemporâneo. In: MOISÉS, José Álvaro; MENEGUELLO, Rachel (Orgs.). A desconfiança política e os seus impactos na qualidade da democracia. São Paulo: Edusp, 2013b.
MOISÉS, José Álvaro. Democracia e Desconfiança das Instituições Democráticas. In: MOISÉS, José Álvaro. (org.). Democracia e confiança – Por que os cidadãos desconfiam das instituições públicas? São Paulo: Edusp, 2010.
MORLINO, Leonardo. Changes for democracy – Actors, structures, processes. New York: Oxford University Press, 2012.
MORLINO, Leonardo. Teoria da Democratização, qualidade da democracia e pesquisa de opinião: ainda em “mesas separadas”? In: MOISÉS, José Álvaro (Org.). Democracia e confiança: Por que os cidadãos desconfiam das instituições públicas? São Paulo: Edusp, 2010.
MUNCK, Gerardo L. Conceptualizing the Quality of Democracy: The Framing of a New Agenda for Comparative Politics. In: MUNCK, Gerardo L.; MANTILLA, Sebastián. La calidad de la democracia – Perspectivas desde América Latina. Quito: Imprenta, 2012.
MUNCK, Gerardo L.; SNYDER, Richard. Passion, craft, and method in comparative politics. Baltimore: Johns Hopkins Press, 2007.
O´DONNEL, Guilhermo. Democracia Delegativa? Novos Estudos, São Paulo, n. 31, out. 1991, p. 25-40.
PARKINSON, John. Deliberating in the real world – Problems of legitimacy in deliberative democracy. New York: Oxford University Press, 2006.
PHARR, Susan J.; PUTNAM, Robert (org.) Disaffected democracies – What´s troubling the trilateral countries? New Jersey: Princeton University Press, 2000.
SEN, Amartya. A ideia de justiça. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.
STEINER, Jürg. The foundations of deliberative democracy – Empirical research and normative implications. New York: Cambridge University Press, 2012.
Publicado
2017-08-18
Como Citar
MATOS E NOBRE, H.; GUIMARÃES GIL, P. Deliberação no contexto da qualidade da democracia:. REU - Revista de Estudos Universitários, v. 43, n. 1, p. 11-31, 18 ago. 2017.

Fatal error: Call to undefined method TemplateManager::getTemplateVars() in /var/www/periodicos/ojs/plugins/generic/phpMyVisites/PhpMyVisitesPlugin.inc.php on line 84