Uma análise das objeções ao conceito de professor reflexivo em ensino de ciências na educação básica paulista

  • Airton Acácio Castilho Christófalo unesp ; seesp
  • José Roberto Boettger Giardinetto PG/FC UNESP
Palavras-chave: Ensino de ciências, Professor reflexivo, Ensino básico

Resumo

Este artigo parte da questão formulada durante a realização da pesquisa de mestrado no ensino de ciências, sobre a consistência da contextualização das estratégias de ensino menos conteudistas, mais focada em debates e ações diversificadas, cuja análise se atenta aos ideários presentes em autores de fundamento construtivista humano, contempla nomes reconhecidos em concursos de admissão de professores da educação básica, e nos documentos oficiais da educação, como PCN(s), o currículo oficial do estado de São Paulo, cursos de licenciatura e pós graduação, que se apresentam em seus pressupostos, matrizes de trabalho conhecidos como “professor reflexivo” . Propõem este excerto, pontuar algumas das suas objeções, principalmente a partir de um contraposto em revisão de pesquisas, expondo uma síntese de resultados contraditórios de tais pressupostos.

Biografia do Autor

José Roberto Boettger Giardinetto, PG/FC UNESP

Possui graduação em Matemática (Licenciatura) pela Universidade Federal de São Carlos (1984), mestrado em Programa de Pós Graduação em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (1991) e doutorado em Programa de Pós Graduação em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (1997). Atualmente é professor assistente doutor do Departamento de Educação da Faculdade de CIências da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. É membro cadastrado do Grupo de Pesquisa "Estudos Marxistas em Educação" da UNESP, Campus de Araraquara, Grupo de Pesquisa cadastrado junto ao CNPq. É líder do "Grupo de Pesquisa Pedagogia Histórico-Crítica e a Educação Matemática? (GPPHCEM).Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Fundamentos Históricos e Filosóficos do Ensino de Matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: Fundamentos da Educação Matemática, História da Matemática e Ensino da Matemática, Ensino da Matemática na perspectiva da Pedagogia Histórico-crítica, Matemática Escolar e a questão cultural segundo a perspectiva marxista. Desde 2013 é docente do Programa de Pós-Graduação em Docência para a Educação Básica, Mestrado Profissional, na Faculdade de Ciências da UNESP, Campus de Bauru, São Paulo.

Publicado
2018-08-28
Como Citar
CHRISTÓFALO, A. A.; GIARDINETTO, J. R. Uma análise das objeções ao conceito de professor reflexivo em ensino de ciências na educação básica paulista. REU - Revista de Estudos Universitários, v. 44, n. 1, p. 133-153, 28 ago. 2018.