A taxonomia deleuziana e a relações de gênero no filme "A Garota Dinamarquesa"

  • Luís Roberto Albano Bueno da Silva Universidade de Sorocaba
  • Georgia de Mattos Universidade de Sorocaba - UNISO
Palavras-chave: Imagem-movimento, Estudos Queer, Análise Fílmica

Resumo

O artigo tem como propósito realizar uma análise fílmica a partir da taxonomia de Deleuze, precisamente em seu estudo sobre imagem-movimento, que consiste em verificar na montagem de um determinado filme, os enquadramentos utilizados e analisar através de sua taxonomia (afecção, ação e percepção) os efeitos que esta causa num/a determinado/a espectador/a. O filme A Garota Dinamarquesa, por sua vez, retrata a história de Lili Elbe, uma das primeiras transexuais a se submeter à cirurgia de redesignação sexual, a partir disso, interessa-nos, além da análise fílmica, compreender as relações de gênero construídas no filme. Para isso, debruçamo-nos sobre os estudos queer, precisamente, em alguns conceitos de Judith Butler. Percebemos que as teorias apresentadas se fazem valer mais fortemente na passagem imagética da montagem do filme e enquadramento, ao mesmo tempo em que roteiro e fala são menos explícitos nesse aspecto.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-01-29
Como Citar
BUENO DA SILVA, L.; DE MATTOS, G. A taxonomia deleuziana e a relações de gênero no filme "A Garota Dinamarquesa". REU - Revista de Estudos Universitários, v. 44, n. 2, p. 241-266, 29 jan. 2019.