Semiótica e memética

aproximações teórico-metodológicas aos estudos dos memes

Palavras-chave: Semiótica peirceana, Comunicação, Meme, Consumo midiático

Resumo

Os memes são fenômenos comunicacionais que se expandem nas redes digitais penetrando as sociedades e sociabilidades pela ubiquidade em que vivemos. Passam a ser objetos de estudo tanto da semiótica quanto da memética. Nesse sentido, nosso objetivo é comparar sob um olhar epistemológico, o referencial teórico semiótico de Peirce com aquele que a mais jovem memética de Dawkins nos proporciona. Os objetos de estudo popularmente nomeados como memes são compreendidos também sob as relações lógicas dos signos. A semiose peirciana é vista com vivacidade nesses produtos midiáticos que unem tecnologia e cultura a favor da potencialização da comunicação simbólica. Entender as posições e usos dos referenciais frente ao meme é relevante à pesquisa em comunicação. Desejamos explorar esse tema bem como incentivar novos estudos na área, uma vez que o cenário atual demanda uma semiótica robusta e esboça uma memética que se populariza. Ao fim deste percurso reflexivo entendemos que a semiótica de Peirce e a memética de Dawkins, com todas as suas diferenças de origem, temporalidades e objetivos, são rentáveis aos estudos dos memes.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-08-06
Como Citar
PEREZ, C.; GODOY, E. Semiótica e memética. REU - Revista de Estudos Universitários, v. 45, n. 1, p. 145-159, 6 ago. 2019.