A EDUCAÇÃO E A MAQUINARIA ESCOLAR: PRODUÇÃO DE SUBJETIVIDADES, BIOPOLÍTICA E FUGAS

  • Guilherme Carlos Corrêa
  • Ana Maria Hoepers Preve
Palavras-chave: Educação. Plano Nacional de Educação (2011-2020). Biopolítica. Oficinas.

Resumo

Problematizamos aqui a educação contemporânea no Brasil a partir de elementos da sua história, dos seus dispositivos, dos seus funcionamentos e de suas potências. Tal exercício coloca-se como um convite para um rápido sobrevoo pelas práticas educacionais na conformação da população como um todo e do corpo de cada indivíduo dessa mesma população. Colocamos, portanto, em suspensão, a suposta positividade das práticas nomeadas como educacionais vinculadas a um fazer amplo e disperso por toda a sociedade, voltadas à produção do um corpo social. Para finalizar apresentamos as oficinas – como estratégia em favor da constituição de novos territórios em educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
CORRÊA, G.; PREVE, A. A EDUCAÇÃO E A MAQUINARIA ESCOLAR: PRODUÇÃO DE SUBJETIVIDADES, BIOPOLÍTICA E FUGAS. REU - Revista de Estudos Universitários, v. 37, n. 2, p. p. 181-202, 11.
Seção
Artigos