Um tiro na pop

imagine Warhol e Lennon mortos em quinze minutos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22484/2177-5788.2023v49id5263

Palavras-chave:

alteridade, violência-morte de artista, mídias e morte

Resumo

Este artigo trata da violência contra artistas do pop mundial, Andy Warhol e John Lennon, os dois moradores em New York, alvejados por tiros em datas diferentes por pessoas que se consideravam próximas deles. Embasados na perspectiva de Slavoj Zizek, para quem a violência pode ser simbólica ou sistêmica, este artigo pretende refletir acerca da relação violência – morte de artistas, considerados mundialmente famosos, mas vitimados e explorados pelas mídias como personagens e não como pessoas. Para tanto, notícias televisivas e impressas, depoimentos e histórias de vários lugares e tendências são apresentadas sem recair em maniqueísmos que diabolizam, ora as mídias ora os artistas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Celso Silva, UNISO

Professor da Universidade de Sorocaba e coordenador da Pós-Graduação em Comunicação e Cultura

Cássia Pérez da Silva, Universidade de Sao Paulo

Doutoranda no Programa de Pós Graduação Interunidades Estética e História da Arte .

Bacharel em Arte: História, Crítica e Curadoria (Faculdade de Filosofia Comunicação Letras e Artes) na

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

 

 

Downloads

Publicado

19-12-2023

Como Citar

SILVA, Paulo Celso; PÉREZ DA SILVA, Cássia. Um tiro na pop : imagine Warhol e Lennon mortos em quinze minutos . Revista de Estudos Universitários - REU, Sorocaba, SP, v. 49, p. e023015, 2023. DOI: 10.22484/2177-5788.2023v49id5263. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/reu/article/view/5263. Acesso em: 17 abr. 2024.

Edição

Seção

Dossiê - Mídia, Violência e Alteridade

Artigos Semelhantes

<< < 1 2 3 4 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.