Songdo - smart and clean

criando um espaço urbano distópico

Palavras-chave: Songdo, Smart city, Multiterritório, Mal limpo, Distopia

Resumo

Resultado de investigações, ainda em curso, acerca das smart cities, este artigo analisa as contradições de uma cidade idealizada como perfeita, a Smart city Songdo (Coreia do Sul). Para isso, definimos inicialmente o que as empresas compreendem por Smart city e adentramos para a reflexão dos territórios e Multiterritórios, a dialogar com as propostas teóricas de Haesbaert, Santos e com as propostas filosóficas de   Lefebvre, nos temas do direito à cidade e a revolução urbana, os quais também recorremos aos geógrafos Edward Soja e David Harvey. Michel Serres nos apresenta suas análises do mal limpo de nosso período atual, no qual a sociedade assume outras formas de demarcação de territórios ao produzir lixo e resíduos e tenta livrar-se deles. Diante dessas colocações, entendemos Songdo como uma distopia do capital global.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANGELIDOU, Margarita et al. Enhancing sustainable urban development through smart city applications. Journal of Science and Technology Policy Management, v. 9, n. 2, p. 146-169, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1108/JSTPM-05-2017-0016. Acesso em: 1 maio 2019.

HAESBAERT, Rogério. Da desterritorialização à multiterritorialidade. In: ENCONTRO DE GEÓGRAFOS DA AMÉRICA LATINA, 10., 2005, São Paulo. Anais... São Paulo: USP, 2005. p. 6774 – 6792.

HARVEY, David. The right to the city. International Journal of Urban and Regional Research, v. 27, n. 4, p. 939–941, 2003.

ITU - INTERNATIONAL TELECOMMUNICATIONS UNION. An Overview of Smart Sustainable Cities and the Role of Information and Communication Technologies (Report). Focus Group on Smart Sustainable Cities, 2014a. Disponível em: www.itu.int/en/ITU-T/focusgroups/ssc/Pages/default.aspx. Acesso em: 1 jul. 2018.

ITU - INTERNATIONAL TELECOMMUNICATIONS UNION. Smart sustainable cities: an analysis of definitions. Focus Group on Smart Sustainable Cities, 2014b. Disponível em: www.itu.int/en/ITU-T/focusgroups/ssc/Pages/default.aspx. Acesso em: 1 jul. 2018.

LEFEBVRE, Henri. El derecho a la ciudad. Barcelona: Ediciones 62, 1969.

LEFEBVRE, Henri. La revolución urbana. Madrid: Alianza Editorial, 1972.

MASSEY, Doreen. Pelo espaço: uma nova política da espacialidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008.

ROBINSON, Roy. Smarter City myths and misconceptions. 2013. Disponível em: https://theurbantechnologist.com/2013/07/14/smarter-city-myths-and-misconceptions/> Acesso em: 1 de Jun. 2018.

SANTOS, Milton et al. O papel da geografia. Um manifesto. In: ENCONTRO NACIONAL DE GEÓGRAFOS, 12., 2000, Florianópolis. Anais... Florianópolis, 2000.

SANTOS, Milton. Espaço, mundo globalizado, pós-modernidade. In: LEITE, Maria Angela P. (org.) Milton Santos. Encontros: a arte da entrevista. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2007.

SERRES, Michel. O mal limpo: poluir para apropriar-se? Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2011.

SHIN, Hyun Bang. Envisioned by the state: entrepreneurial urbanism and the making of Songdo city, south Korea. In: DATTA, A.; SHABAN, A. (eds.). Mega-urbanization in the global south: fast cities and new urban utopias of the postcolonial state. London: Routledge, 2017. Disponível em: https://bit.ly/2Vd9nlf. Acesso em: 3 maio 2019.

SHWAYRI, Sofia T. A model korean ubiquitous eco-city? The politics of making Songdo. Journal of Urban Technology, v. 20, 2013.

SILVA, Paulo Celso da. Mídia territorial resiliente: levantamento e análise das políticas públicas ambientais e de inclusão cidadã no âmbito da Smart city Barcelona. Relatório Parcial de Pesquisa, FAPESP Processo n° 2016/23386-0, 2018.

SILVA, Paulo Celso da. Smart cities: modelo de comunicação global? uma abordagem da geografia da comunicação. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO – INTERCOM, 39., 2016, São Paulo. Anais... São Paulo, 2016. Disponível em http://www.geografias.net.br/papers/2016/R11-1470-1.pdf. Acesso em 1 jul. 2018.

SOJA, Edward. Postmetropolis: critical studies of cities and regions. Massachusetts: Blackwell Publishers, 2000.

Publicado
2019-08-06
Como Citar
SILVA, P. C.; PRESTES, J. Songdo - smart and clean. REU - Revista de Estudos Universitários, v. 45, n. 1, p. 55-69, 6 ago. 2019.