INVENÇÃO DA SAÚDE COLETIVA E DO CONTROLE SOCIAL EM SAÚDE NO BRASIL: NOVA EDUCAÇÃO NA SAÚDE E NOVOS CONTORNOS E POTENCIALIDADES À CIDADANIA

Autores

  • Ricardo Burg Ceccim

Resumo

O ensaio tematiza o sistema brasileiro de saúde, tomando-o por uma vertente na ciência, a invenção da Saúde Coletiva, e outra na política, o controle social em saúde. Como característica comum e conexão entre ambas vertentes, a cidadania. A cidadania, de um lado aparece como luta e conquista materializada no Sistema Único de Saúde, desenho brasileiro de um sistema de saúde disputado no seio da sociedade; de outro, aparece como urgência de disseminação de uma cidadania por toda parte. Entendendo-se que a vitória por instâncias normativas de representação e participação não supera a exigência de uma aposta cotidiana nos espaços e tempos singulares em que cada indivíduo, grupo e coletivo social pede escuta, cuidado e a! rmação da vida. Na condição de novos contornos e potencialidades à cidadania, sob as lentes do setor da saúde, o ensaio formula e defende a emergência da educação na saúde como território vivo de conhecimentos e práticas e de con! guração de saber-fazeres, tópico especial às Ciências da Educação e grupo temático na Área de Saúde Coletiva nas Ciências da Saúde. O objetivo central é mostrar que a cidadania brasileira mudou critérios e valores em saúde, precisa agora de uma educação (formação e desenvolvimento pro! ssional e popular) que lhe corresponda.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

CECCIM, R. B. INVENÇÃO DA SAÚDE COLETIVA E DO CONTROLE SOCIAL EM SAÚDE NO BRASIL: NOVA EDUCAÇÃO NA SAÚDE E NOVOS CONTORNOS E POTENCIALIDADES À CIDADANIA. Revista de Estudos Universitários - REU, [S. l.], v. 33, n. 1, 2012. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/reu/article/view/664. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos