Ações docentes no ensino de Filosofia no Ensino Médio

  • Cleder Mariano Belieri Universidade Estadual de Maringá
  • Marta Sueli de Faria Sforni Universidade Estadual de Maringá
Palavras-chave: Ensino., Aprendizagem conceitual., Filosofia., Teoria histórico-cultural.

Resumo

Este artigo apresenta resultados de uma pesquisa realizada com a finalidade de investigar como o ensino de Filosofia pode contribuir para o desenvolvimento do pensamento teórico de alunos do Ensino Médio. Com base em aportes da Teoria Histórico-Cultural, foi elaborado um experimento didático, desenvolvido em uma turma de 3º ano do Ensino Médio de um colégio estadual paranaense. O experimento didático revelou que a narrativa como situação-problema, aulas dialogadas, discussão em grupo e leitura de textos clássicos de Filosofia são ações que favorecem a formação e o desenvolvimento nos estudantes de um pensamento mediado por conceitos filosóficos.

Biografia do Autor

Cleder Mariano Belieri, Universidade Estadual de Maringá

Graduado em Filosofia, Mestre e Doutor em Educação pela Universidade Estadual de Maringá, Professor de Filosofia na Educação Básica da Rede Pública Estadual do Paraná.

Marta Sueli de Faria Sforni, Universidade Estadual de Maringá
Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Maringá e do Departamento de Teoria e Prática da Educação da mesma universidade, área de didática e prática de ensino.

Referências

AQUINO, Orlando Fernández. L. V. Zankov: aproximações à sua vida e obra. In: LONGAREZI, Andréa Maturano; PUENTES, Roberto Valdés. (Org.). Ensino desenvolvimental: vida, pensamento e obra dos principais representantes russos. Uberlândia: EDUFU, 2013. p. 233-261.
BELIERI, Cleder Mariano; SFORNI, Marta Sueli de Faria. O ensino de filosofia na atual LDB e nas Orientações Curriculares do Ensino Médio: uma tensão entre conteúdo escolar e o desenvolvimento humano. Revista do NESEF Filosofia e Ensino, Curitiba, v. 1, n. 1, p. 23-36, out./nov./dez. 2012/jan. 2013.
DAVIDOV, Vasili V. Tipos de generalización en la enseñanza. Habana: Editorial Pueblo y Educación, 1982.
DAVIDOV, Vasili V. La enseñanza escolar y el desarrollo psíquico: investigación teórica y experimental. Moscu: Editorial Progreso, 1988.
FREITAS, Raquel Aparecida Marra da Madeira. Pesquisa em didática: o experimento didático formativo. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DA ANPED - Centro-Oeste: desafios da produção e divulgação do conhecimento, 10., 2010, Uberlândia. Anais... Uberlândia, 2010. v. I, p. 1-11.
GALLO, Silvio. Metodologia do ensino de filosofia: uma didática para o ensino médio. Campinas: Papirus, 2012.
GORSKI, D. P. Lenguage y conocimiento. In: PENSAMENTO e lenguaje. Montevideo: Ediciones Pueblos Unidos, 1959.
HEGEL, G.W. F. Propedêutica filosófica. Lisboa: Edições 70, 1989.
KANT, Immanuel. Manual dos cursos de lógica geral. 2. ed. Campinas: UNICAMP, 2003.
LEONTIEV, Alexis. Dessarollo de La psiquis. La consciência humana. In. SMIRNOV, A. A.; LEONTIEV, Alexis; RUBISHTEIN, Sergei; TIEVPLOV, B. M. Psicologia. México: Grijalbo, 1969. p. 74-92.
LEONTIEV, Alexis. O desenvolvimento do psiquismo. São Paulo: Centauro, 2004.
LIBÂNEO, J. C.; FREITAS, R. A. M. M. Vygotsky, Leontiev, Davydov: três aportes teóricos para a teoria histórico-cultural e suas contribuições para a Didática. In: Congresso Brasileiro de História da Educação, 4., 2006, Gôiania. Anais... Gôiania, 2006. p. 1-11. Disponível em: . Acesso em: 20 dez. 2010.
LIMA, Márcio Antônio Cardoso. A prática de ensino de filosofia num contexto de reestruturação capitalista: construção de uma experiência problematizadora com o ensino. 2005. 223f. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2005.
LURIA, Alexander Romanovich. Curso de psicologia geral: introdução evolucionista à psicologia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1994.
MOURA, Manoel Oriosvaldo de; MOURA, Anna Regina Lanner de. Escola um espaço cultural: matemática na educação infantil: conhecer, (re)criar - um modo de lidar com as dimensões do mundo. São Paulo: Diadema/SECEL, 1998.
RODRIGO, Lidia Maria. Uma alternativa para o ensino de filosofia no ensino médio. In. SILVEIRA, Renê José Trentin; GOTO, Roberto. Filosofia no ensino médio: temas, problemas e propostas. São Paulo: Loyola, 2007. p. 37-52.
RUBTSOV, Vitaly. A atividade de aprendizado e os problemas referentes à formação do pensamento teórico dos escolares. In: GARNIER, Catherine; BEDNARZ, Nadine; ULANOVSKAYA, Irina. (Org.). Após Vygotsky e Piaget: perspectivas social e construtivista escolas russa e ocidental. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996. p. 129-137.
RUBINSTEIN, S. L. El pensamiento y los caminos de su investigación. Uruguay: Montevideo: Ediciones Pueblos Unidos, 1959.
SARTRE, Jean Paul. O existencialismo é um humanismo. In: MARÇAL, J. (Org.). Antologia de textos filosóficos. Curitiba: Secretaria de Estado da Educação do Paraná, 2009. v. 1, p. 616-639.
SEMENOVA, Marina. A formação teórica e científica do pensamento nos escolares. In: GARNIER, Catherine; BEDNARZ, Nadine; ULANOVSKAYA, Irina. (Org.). Após Vygotsky e Piaget: perspectivas social e construtivista escolas russa e ocidental. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996. p. 160-168.
SFORNI, Marta Sueli de Faria. Aprendizagem conceitual e organização do ensino: contribuições da teoria da atividade. Araraquara: Junqueira & Marin, 2004.
SFORNI, Marta Sueli de Faria. Interação entre Didática e Teoria Histórico-Cultural. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 40, n. 2, p. 375-397, jun. 2015. Disponível em: . Acesso em: 28 jul. 2016.
VALENTE, Célia. O salto para a vida. Curitiba: FTD, 1999.
VIGOTSKI, Lev Semenovitch. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2000.
VYGOTSKI, Lev Semenovitch. Obras escogidas. Madrid: Visor, 1993. v. 2.
Publicado
2017-11-16
Como Citar
BELIERI, C.; SFORNI, M. Ações docentes no ensino de Filosofia no Ensino Médio. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 19, n. 3, p. 689-710, 16 nov. 2017.
Seção
Artigos