Democratização do ensino e o fracasso escolar

Palavras-chave: Fracasso escolar., Inovação educacional., Desenvolvimento local.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo realizar uma reflexão sobre o fracasso escolar, abordando o papel do professor e da escola no processo de ensino-aprendizagem, bem como relacionar a democratização e a qualidade do ensino a partir da inserção de segmentos populares na escola, em um modelo educacional que tradicionalmente prioriza as elites políticas e econômicas. Para isto, discute conceitos como inovação, desenvolvimento local na educação e adequação do currículo sob uma perspectiva democrática. Como metodologia, recorreu-se aos estudos de diferentes autores, localizados em sítios de busca cientifica, a partir das expressões “fracasso escolar”, “inovação educacional” e “desenvolvimento local”. Sob a análise dessas investigações, chegou-se a algumas constatações: a insuficiência de estudos sobre o fracasso escolar ; a necessidade de investimento por parte do professor em ações que mobilizem os alunos para o aprendizado; a importância da reflexão sobre o conceito de inovação no âmbito educacional; e os impactos do desenvolvimento local na educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karina Barreto Silva, Centro Universitário Una

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local.

Maria Lúcia de Miranda Afonso, Centro Universitário Una

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professora Adjunta do Centro Universitário UNA. 

Referências

ARROYO, Miguel G. Fracasso/sucesso: um pesadelo que perturba nossos sonhos. Em Aberto, Brasília, v. 17, n. 71, p. 33-40, jan. 2000. Disponível em: http://emaberto.inep.gov.br/index.php/emaberto/article/view/2100/2069. Acesso em: 12 mar. 2017.

ARROYO, Miguel G. Experiências de inovação educativa: o currículo na prática da escola. In: MOREIRA, Antônio Flávio Barbosa (org.). Currículo: políticas e práticas. Campinas: Papirus, 1999. v. 3, p. 131-164.

BRASIL. Ministério de Educação e Cultura. LDB - Lei nº 9394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, 1996.

BOURDIEU, Pierre; ORTIZ, Renato. Pierre Bourdieu. São Paulo: Ática, 1983.

CARBONELL, Jaume. A aventura de inovar: a mudança na escola. Porto Alegre: Artmed, 2002.

CHARLOT, Bernard. Relação com o saber e com a escola entre estudantes de periferia. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 97, p. 47-63, maio 1996. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/cp/article/view/803/814. Acesso em: 21 jul. 2017.

CHARLOT, Bernard. Da relação com o saber: elementos para uma teoria. Porto Alegre: Artmed, 2000.

CHARLOT, Bernard. Relação com o saber, formação dos professores e globalização: questões para a educação hoje. Porto Alegre: Artmed, 2005.

DOWBOR, Ladislau. Educação e desenvolvimento local. In: MAFRA, Jason Ferreira et al. (Orgs.). Globalização, educação e movimentos sociais: 40 anos de pedagogia do oprimido. São Paulo: Instituto Paulo Freire, p. 22-36, 2009.

FRAGOSO, António. Contributos para o debate teórico sobre o desenvolvimento local: um ensaio baseado em experiências investigativas. Revista Lusófona de Educação, Lisboa, v. 5, n. 5, p. 63-83, 2005. Disponível em: http://revistas.ulusofona.pt/index.php/rleducacao/article/view/1008. Acesso em: 21 jul. 2017.

GÓES, Flávia Temponi; MACHADO, Lucília Regina de Souza. Políticas educativas, intersetorialidade e desenvolvimento local. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 38, n. 2, p. 627-648, abr./jun. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/edreal/v38n2/v38n2a16.pdf. Acesso em: 21 jul. 2017.

LIBÂNEO, José Carlos. Adeus professor, adeus professora? São Paulo: Cortez, 2013.

LIBÂNEO, José Carlos. As teorias pedagógicas modernas revisitadas pelo debate contemporâneo na Educação. In: LIBÂNEO, José Carlos; SANTOS, Akiko (Orgs.). Educação na era do conhecimento em rede e transdisciplinaridade. Campinas: Alínea, 2005. p. 19-62.

LIBÂNEO, José Carlos. Democratização da escola pública. São Paulo: Edições Loyola, 2002.

LIBÂNEO, José Carlos. Escola pública brasileira, um sonho frustrado: falharam as escolas ou as políticas educacionais. In: LIBÂNEO, José Carlos; SUANNO, Marilza Vanessa Rosa. Didática e escola em uma sociedade complexa. Goiânia: CEPED, 2011. p. 75-95.

PARO, Vitor Henrique. A didática e a estrutura da escola fundamental. In: FETZNER, Andréa Rosana (org.). Como romper com as maneiras tradicionais de ensinar? Reflexões didático-metodológicas. Rio de Janeiro: Wak, 2012. (Coleção Ciclos em Revista, v. 6, p. 15-47).

PARO, Vitor Henrique. Educação para a democracia: o elemento que falta na discussão da qualidade do ensino. Revista Portuguesa de Educação, Portugal, v. 13, n.1, p. 23-38, 2000.

PARO, Vitor Henrique. Gestão escolar, democracia e qualidade do ensino. São Paulo: Ática, 2007.

Publicado
2019-08-30
Como Citar
SILVA, K.; AFONSO, M. L. Democratização do ensino e o fracasso escolar. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 21, n. 2, p. 649-669, 30 ago. 2019.
Seção
Seção Temática - Gestão Educacional