O blues de Langston Hughes:

tradução poética e palavra cantada

Autores

  • Pedro Tomé de Castro Oliveira Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.22484/2177-5788.2016v42n1p111-127

Resumo

O presente artigo visa discutir a possibilidade de musicalização de poemas de Langston Hughes como modo de traduzi-los. Como se sabe, o poeta negro estadunidense escreveu poemas que emulam textualmente os formatos de canção do blues, o que suscita possibilidades de musicalização. Ao longo do artigo, explicaremos em que medida a intervenção da voz pode ser frutífera para a tradução poética neste caso. Buscaremos dar uma fundamentação teórica para esse processo de tradução e apontar caminhos para a prática de musicar traduzindo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-08-10

Como Citar

TOMÉ DE CASTRO OLIVEIRA, P. O blues de Langston Hughes:: tradução poética e palavra cantada. Revista de Estudos Universitários - REU, [S. l.], v. 42, n. 1, 2016. DOI: 10.22484/2177-5788.2016v42n1p111-127. Disponível em: http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/reu/article/view/2527. Acesso em: 28 jun. 2022.