O cinema como vivência dos direitos humanos na escola

  • Ana Maria Acker Universidade Luterana do Brasil - ULBRA
  • Gabriela Machado Ramos de Almeida Universidade Luterana do Brasil - ULBRA
Palavras-chave: Cinema, Educação, Direitos humanos, Diversidade

Resumo

O artigo apresenta uma discussão sobre o cinema como via de contato com a alteridade e se dispõe a pensá-lo como ferramenta pedagógica nas escolas, para além da ilustração de conteúdos didáticos, tomando as imagens como dispositivo que permite sensibilizar estudantes, refinar o seu olhar em relação à comunidade que os cerca e incentivá-los a atuar crítica e criativamente no mundo. A discussão é feita a partir de um relato do projeto de extensão Cine Diversidade, do curso de Jornalismo da Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), em Canoas/RS. Realizado em parceria com escolas públicas do município, envolve ações em duas frentes: um cineclube e uma formação teórico-prática em audiovisual centrada no documentário, oferecida a um grupo de 30 alunos do ensino fundamental. As atividades têm como temas transversais os direitos humanos e a diversidade e promovem a abordagem destes assuntos por meio do cinema.

Referências

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Currículos e Educação Integral. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. Brasília, 2013. Disponível em: . Acesso em: 13 jun. 2016.
FRANCO, Marilia. Hipótese-cinema: múltiplos diálogos. Revista Contemporânea de Educação, Rio de Janeiro, v. 5, n. 9, 2010. Disponível em: . Acesso em: 5 jun. 2017.
FREIRE, Marcius. Documentário: ética, estética e formas de representação. São Paulo: Annablume, 2012.
LINS, Consuelo; MESQUITA, Cláudia. Filmar o real: sobre o documentário brasileiro contemporâneo. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.
MIGLIORIN, Cezar. Cinema e escola, sob o risco da democracia. Revista Contemporânea de Educação, Rio de Janeiro, v. 5, n. 9, 2010. Disponível em: . Acesso em: 05 jun. 17.
MIGLIORIN, Cezar. Inevitavelmente cinema: educação, política e mafuá. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2015.
RANCIÈRE, Jacques. A partilha do sensível: estética e política. São Paulo: Editora 34, 2005.
RANCIERE, Jacques. O espectador emancipado. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2012.
Publicado
2017-12-04
Como Citar
ACKER, A.; MACHADO RAMOS DE ALMEIDA, G. O cinema como vivência dos direitos humanos na escola. REU - Revista de Estudos Universitários, v. 43, n. 2, p. 247-260, 4 dez. 2017.

Fatal error: Call to undefined method TemplateManager::getTemplateVars() in /var/www/periodicos/ojs/plugins/generic/phpMyVisites/PhpMyVisitesPlugin.inc.php on line 84