Alteridade e identidade em produções culturais brasileiras: estudo comparativo com “Iracemas”

Autores

  • Paulo Celso da Silva
  • Luciana Coutinho Pagliarini de Souza

Resumo

Este artigo tem como objetivo explicitar as relações de alteridade que se delineiam no processo de construção de identidade, a partir da obra Iracema, de 1865, de José de Alencar, e da canção “Iracema voou”, de 2000, de autoria de Chico Buarque de Holanda. A fundamentação teórica envolve Serres (1991), Todorov (1999), Maffesoli (1995), Santos (2000), Hall (2001), Bauman (2005), e a descrição e análises são permeadas por aspectos da difusão destes produtos culturais. Dos resultados, vale enfatizar que, em ambos os casos, a construção da identidade envolve uma visão ampliada do outro – europeu e estadunidense –, ou seja, a alteridade não é questionada, mas assumida como inferior e servil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-12-28

Como Citar

SILVA, P. C. da; SOUZA, L. C. P. de. Alteridade e identidade em produções culturais brasileiras: estudo comparativo com “Iracemas”. Revista de Estudos Universitários - REU, Sorocaba, SP, v. 41, n. 2, 2015. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/reu/article/view/2429. Acesso em: 8 dez. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>