Economia doméstica:

uma perspectiva a partir de manuais escolares

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22483/2177-5796.2019v21n2p481-502

Resumo

Analisar os conhecimentos propostos pela disciplina escolar Economia Doméstica por meio das obras Noções de Economia Doméstica (1946), de Isabel Serrano, e Economia Doméstica (1957), de Marina Souza, constitui o objetivo do artigo. Para tanto, utilizou-se como fontes, as obras mencionadas, as legislações e o programa oficial de ensino secundário, norteando a pesquisa pelos conceitos de disciplina escolar e livro didático. Verificou-se que os saberes da Economia Doméstica não incluíam exclusivamente orientações e regras para a boa mãe, dona de casa e esposa, mas geravam conhecimentos científicos, principalmente ligados à área da Biologia, Psicologia e Sociologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eva Maria Siqueira Alves, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Professora Titular Voluntária da Universidade Federal de Sergipe.

Sayonara do Espírito Santo Almeida, Universidade Federal de Sergipe

Doutoranda e Mestre em Educação pela Universidade Federal de Sergipe. Pós-graduação em Didática e Metodologia do Ensino Superior. Graduada em História. Membro do Grupo de Pesquisa Disciplinas Escolares: História, Ensino e Aprendizagem (DEHEA/UFS/CNPq).

Publicado

2019-08-30

Como Citar

ALVES, E. M. S.; ALMEIDA, S. DO E. S. Economia doméstica:: uma perspectiva a partir de manuais escolares. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 21, n. 2, 30 ago. 2019.

Edição

Seção

Dossiê - Dimensões socio-histórico-culturais da educação escolar

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##