Pedagogia da resistência:

aportes críticos para uma Educação Ambiental Freiriana

Palavras-chave: Educação ambiental., Paulo Freire., Política.

Resumo

Para a existência de uma educação ambiental com foco na formação da cidadania plena dos educandos nos baseamos na Pedagogia de Paulo Freire, que se preocupa com o desvelamento do mundo em sua totalidade, com o educando como ser no mundo (interdependência e pertencimento) e responsável por ele (político-crítico), integrando o saber da experiência com o científico no sentido da ressignificação da visão de mundo concreto (sujeito epistemológico). A partir de pesquisa bibliográfica apresentam-se algumas contribuições articuladas com a possibilidade de uma educação ambiental freiriana. Destacamos algumas delas para a efetiva implantação de uma educação ambiental nessa perspectiva: uma ontologia do inacabamento que perpassa a cosmologia e a antropologia; a leitura de mundo como epistemologia crítica no diálogo de saberes; os círculos de cultura como metodologia adequada para o trabalho com as questões socioambientais e a práxis como ação-reflexão política em vista da construção de alternativas sustentáveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivo Dickmann, Unochapecó

Pós-doutor em Educação (Uninove), Mestre e Doutor em Educação (UFPR), Bacharel em Filosofia (IFIBE), Professor Titular do Programa de Pós-Graduação em Educação da Unochapecó. Líder do PALAVRAÇÃO – Grupo de Estudos, Pesquisa e Documentação em Educação Ambiental Freiriana.

Claudemir Stanqueviski, Unochapecó

Mestrando em Educação no PPGE da Unochapecó, licenciado em Filosofia, bolsista CAPES.

Referências

ACSELRAD, Henri. Justiça ambiental: ação coletiva e estratégias argumentativas. In: ACSELRAD, H.; HERCULANO, S.; PÁDUA, J. A. (orgs.). Justiça ambiental e cidadania. Rio de Janeiro: Relume Damurá/Fundação Ford, 2004. p. 23-40.

ANTUNES, Ricardo. O privilégio da servidão: o novo proletariado de serviços na era digital. São Paulo: Boitempo, 2018.

ARAÚJO FREIRE, Ana Maria. O legado de Paulo Freire à Educação Ambiental. In: NOAL, F. O.; BARCELOS, V. H. L. (orgs.). Educação ambiental e cidadania: cenários brasileiros. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2003. p. 11-22.

BRASIL. Lei 6.938, de 31 de agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L6938.htm. Acesso em: 30 mar. 2019.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm. Acesso em: 30 mar. 2019.

BRASIL. Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9394.htm. Acesso em: 30 mar. 2019.

BRASIL. Lei 9.795 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9795.htm. Acesso em: 30 mar. 2019.

BRASIL. Decreto 4.281 de 25 de junho de 2002. Regulamenta a Lei no 9.795, de 27 de abril de 1999, que institui a Política Nacional de Educação Ambiental, e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/2002/d4281.htm. Acesso em: 30 mar. 2019.

DELIZOICOV, Demétrio; DELIZOICOV, Nadir Castilho. Educação ambiental na escola. In: LOUREIRO, C. F. B.; TORRES, J. R. (orgs.). Educação ambiental: dialogando com Paulo Freire. São Paulo: Cortez, 2014. p. 81-115.

DICKMANN, Ivo. A formação de educadores ambientais: contribuições de Paulo Freire. 2015. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 2015.

DICKMANN, Ivo. Paulo Freire Vive! Necropolítica e educação na atualidade brasileira. In: CAOVILLA, M. A. L.; PEREIRA, R.; WINCKLER, S. (orgs.). Constitucionalismo, direitos humanos, justiça e cidadania na América Latina. São Leopoldo: Karywa, 2017. p. 36-57.

DICKMANN, Ivo; RUPPENTHAL, Simone. Educação ambiental freiriana: pressupostos e método. Revista de Ciências Humanas, Frederico Westphalen, v. 18, n. 30, p. 117-135, jul. 2017.

DICKMANN, Ivo; BATTESTIN, Cláudia (orgs.). Educação Ambiental na América Latina. Chapecó: Plataforma Acadêmica, 2018.

DOMINGUES, Juliano Vitória; PIOVEZANA, Leonel. Revisão dos dilemas e desafios da ação extensionista a partir da Teoria da Ação em Freire e Habermas. In: BADALOTTI, R. M.; TONEZER, C.; COMERLATTO, D. (orgs.). Movimentos sociais, desenvolvimento regional e desafios contemporâneos. Chapecó: Argos, 2018.

FIORI, Ernani Maria. Prefácio: aprender a dizer a sua palavra. In: FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 65. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2018. p. 11-30.

FOSTER, John Bellamy. A ecologia de Marx: materialismo e natureza. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005.

FREIRE, Paulo. Educação política e conscientização. Lisboa, Portugal: Sá da Costa, 1977. (Cadernos Livres; 06).

FREIRE, Paulo. Pedagogia da indiganação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: UNESP, 2000.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. São Paulo: Anca/MST, 2004.

FREIRE, Paulo. Ação cultural para a liberdade e outros escritos. 11. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2006.

FREIRE, Paulo. Conscientização. São Paulo: Cortez, 2016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 65. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2018.

GADOTTI, Moacir. Pedagogia da terra. São Paulo: Peirópolis, 2000.

GUTIÉRREZ, Francisco; PRADO, Cruz. Ecopedagogia e cidadania planetária. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2013.

LEFF, Enrique (Coord.). A complexidade ambiental. São Paulo: Cortez, 2003.

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo; FRANCO, Jussara Botelho. Aspectos teóricos e metodológicos do círculo de cultura: uma possibilidade pedagógica e dialógica em educação ambiental. In: LOUREIRO, C. F. B.; TORRES, J. R. (orgs.). Educação ambiental: dialogando com Paulo Freire. São Paulo: Cortez, 2014. p. 155-180.

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo.; TORRES, Juliana Rezende (orgs.). Educação ambiental: dialogando com Paulo Freire. São Paulo: Cortez, 2014.

LÖWY, Michael. O que é ecossocialismo? 2. ed. São Paulo: Cortez, 2014.

MARX, Karl. El manifiesto comunista e antología de “El Capital”. Barcelona: Edicomunicación, 1998.

MARX, Karl. Manuscritos econômico-filosóficos. São Paulo: Boitempo, 2008.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. São Paulo: Cortez, 2011.

NOAL, Fernando Oliveira; BARCELOS, Valdo Hermes de Lima (orgs.). Educação ambiental e cidadania: cenários brasileiros. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2003.

REIGOTA, Marcos. A educação ambiental frente aos desafios apresentados pelos discursos contemporâneos sobre a natureza. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 36, n. 2, p. 539-570, maio/ago. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022010000200008&lng=pt&tlng=pt. Acesso em: 30 mar. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1517-97022010000200008.

RUSCHEINSKY, Aluísio et al. Educação ambiental: uma perspectiva freiriana. Revista Ambiente & Educação, Rio Grande, v. 7, n. 1, p. 63-78, 2002.

SAITO, Carlos Hiroo; FIGUEIREDO, João Batista de Albuquerque; VARGAS, Icléia Albuquerque de. Educação Ambiental numa abordagem freireana: fundamentos e aplicação. In: PEDRINI, A. G.; SAITO, C. H. (orgs.). Paradigmas metodológicos em educação ambiental. Petrópolis: Vozes, 2014. p. 71-81.

SAUVÉ, Lucie. Educação Ambiental: possibilidades e limitações. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 2, p. 317-322, maio/ago. 2005.

SOUZA, Andressa Queiroz. Letramento ambiental no contexto formativo do Projeto Cirandar: entre cartas, diários e relatos que registram a experiência docente. 2019. Dissertação (Mestrado em Educação Ambiental) – Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental, Universidade Federal de Rio Grande - FURG, Rio Grande, 2019.

SPIGOLON, Nima Imaculada; CAMPOS, Camila Brasil Gonçalves (orgs.). Círculos de cultura: teorias, práticas e práxis. Curitiba: CRV, 2016.

TORRES, Juliana Rezende; MAESTRELLI, Sylvia Regina Pedrosa. Educação ambiental crítico-transformadora no contexto escolar: teoria e prática freiriana. In: LOUREIRO, C. F. B.; TORRES, J. R. (orgs.). Educação ambiental: dialogando com Paulo Freire. São Paulo: Cortez, 2014. p. 13-80.

Publicado
2019-04-30
Como Citar
DICKMANN, I.; STANQUEVISKI, C. Pedagogia da resistência:. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 21, n. 1, p. 59-80, 30 abr. 2019.
Seção
Dossiê - As Educações Ambientais insistem e lutam: (re)existências, vivências,