Physical education between walls and bars

teaching adolescents in conflict of the law in São Paulo / Brazil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22483/2177-5796.2020v22n3p757-773

Palavras-chave:

Physical education, Socio-educational measure, Teacher

Resumo

This article aims to present Physical Education implications for teaching in the context of the socio-educational measure of deprivation of liberty at Fundação Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente, an institution responsible for carrying out an internment measure in the State of São Paulo. It uses literature review, observation and interviews based on oral life history. As a result, it was possible to identify approximations and distances between two existing proposals in Physical Education. It urges the need for a dialogue between two state spheres so that Physical Education is thought out in order to meet the specificities of young people in conflict with the law, as well as making the school educational proposal and the inclusion of the theme in the teachers’ training curricula possible and coherent.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Willian Lazaretti da Conceição, Universidade Federal do Pará

Professor Adjunto no Instituto de Ciências da Educação na Universidade Federal do Pará. Pós-doutorando no Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais - CICS pela Universidade Nova de Lisboa. Doutor em Educação pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP/Brasil com equivalência pela Universidade Nova de Lisboa - Portugal. Mestre em Educação pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar/Brasil, onde também cursou a Especialização em Educação Física Escolar e graduou-se em Licenciatura Plena em Educação Física pelo Centro Universitário Metropolitano de São Paulo - UNIMESP-FIG/Brasil.

Referências

ANDRADE, Marcelo Pereira de. Educação física na fundação estadual do bem-estar do menor – FEBEM/SP: uma análise da proposta de 1992 a 1994 segundo o os discursos dos professores. 1997. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1997.

BETTI, Mauro et al. Fundamentos filosóficos e antropológicos da teoria do se-movimentar e a formação de sujeitos emancipados, autônomos e críticos: o exemplo do currículo de educação física do estado de São Paulo. Movimento, Porto Alegre, p. 1631-1653, set. 2014.

BOGDAN, Robert; BIKLEN, Sari. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto, Portugal: Porto Editora, 1994.

BRASIL. Ministério dos Direitos Humanos (MDH). Levantamento Anual Sinase 2016. Brasília: Ministério dos Direitos Humanos, 2018.

BRASIL. Presidência da República. Lei n.º 8.069 de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Brasilia: Casa Civil, 1990. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L8069.htm. Acesso em: 26 mar. 2020.

BRASIL. Lei nº 12.594, de 18 de janeiro de 2012. Esta Lei institui o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase) e regulamenta a execução das medidas destinadas a adolescente que pratique ato infracional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12594.htm. Acesso em: 25 mar. 2020.

CALDAS, Alberto L. Oralidade, texto e história: para ler a história oral. São Paulo: Loyola, 1999.

CONCEIÇÃO, Willian L. Leisure and adolescents deprived of liberty: a feasible dialogue. 2012. 146f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2012.

CONCEIÇÃO, Willian L. Histórias de vidas que se unem: a professora, o professor e os [elos com os] jovens infratores. 2017. 136f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2017.

CONCEIÇÃO, Willian L.; ONOFRE, Elenice M. C. Educação física na Fundação CASA: a conquista de um direito. Motriz, Rio Claro, v.17, n.1 (Supl.1), S1-S523, jan./ mar. 2011.

CONCEIÇÃO, Willian L. A ação pedagógica com jovens infratores: uma narrativa (auto)biográfica de um professor-pesquisador de educação física. Revista de Educação Física, Saúde e Esporte REFISE, Brasília, v. 3, p. 99-115, 2020.

CONCEIÇÃO, Willian L. et al. Socioeducação: desafios e brechas à justiça social. OLH@RES - Revista Eletrônica do Departamento de Educação da UNIFESP, São Paulo, v. 8, p. 102-121, 2020.

COSTA JUNIOR, Reinaldo V. Tá em casa ou na escola? Uma leitura da prática escolar em unidade de internação socioeducativa da cidade de São Paulo. 2012. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Nove de Julho, São Paulo, 2012.

DIAS, Aline F. O jovem autor de ato infracional e a educação escolar: significados, desafios e caminhos para a permanência na escola. 2011. Dissertação (Mestrado em educação) - Universidade Federal de São Carlos, São Paulo 2011.

DIAS, Francisco C. S. Educar e punir. um estudo sobre educação no contexto da internação do adolescente autor de ato infracional: dilemas contemporâneos. 2007. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

DOMINGOS, Rosangela S. Pensando e praticando o esporte na medida socioeducativa: orientações para profissionais de Educação Física. 152 p. Relatório Técnico. Programa Mestrado Profissional Adolescente em Conflito com a Lei, Universidade Anhanguera de São Paulo, São Paulo, 2014.

GALLO, Alex E.; WILLIAMS, Lúcia C. de A. A escola como fator de proteção à conduta infracional de adolescentes. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 38, n. 133, p. 41- 59, 2008.

GALLO, Alex E.; WILLIAMS, Lúcia C. de A. Adolescentes em conflito com a lei: uma revisão dos fatores de risco para a conduta infracional. Psicol. teor. prat., v. 7, n. 1, p. 81-95, jun. 2005.

GOFFMAN, Erving. Manicômios, prisões e conventos. São Paulo: Perspectiva, 2003.

GUIMARÃES, Aurea M. Vidas de jovens militantes. 2011. 416f. Tese (Mestrado em Livre Docência) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2011.

KUNZ, Elenor. Educação física: ensino e mudança. Ijuí: Unijuí, 1991.

KUNZ, Elenor. Transformação didático-pedagógica do esporte. Ijuí: Unijuí, 1994.

LAFFIN, Maria H. L. F.; NAKAYAMA, Andréa R. O trabalho de professores/as em um espaço de privação de liberdade. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 38, n. 1, p. 155-178, jan./mar. 2013.

MARZOCHI, Andrea S. História de vida dos jovens da Fundação Casa: o lugar da escola nessas vidas. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas: 2014.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

MERLEAU-PONTY, Maurice. O homem e a comunicação: a prosa do mundo. São Paulo: Cosac e Naify, 2002.

MERLEAU-PONTY, Maurice. O visível e invisível. São Paulo: Perspectiva, 2000.

MEIHY, José C. S. B. Manual de história oral. São Paulo: Loyola, 1996.

MEIHY, José C. S. B.; HOLANDA, Fabiola. História oral: como fazer, como pensar. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2013.

NEIRA, Marcos G. A proposta curricular do Estado de São Paulo na perspectiva dos saberes docentes. Revista brasileira de educação física e esporte, São Paulo, v. 25, n. 6, p. 23-27, 2011.

OLIVEIRA, Ueliton P. et al. Esporte e lazer no Plano Individual de Atendimento de adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa de internação. Movimento, Porto Alegre, v. 26, p. 2-19, jan./dez. 2020.

PORTELLI, Alessandro. Tentando aprender um pouquinho: algumas reflexões sobre a ética na história oral. Projeto História - Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados de História, São Paulo, v. 15, p. 13-49, set. 2012.

RIZZINI, Irma; GONDRA, José Gonçalves. Higiene, topologia da infância e institucionalização da criança pobre no Brasil (1875-1899). Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 19, n. 58, jul. /set. 2014.

SANCHES NETO, Luiz et al. Demandas ambientais na educação física escolar: perspectivas de adaptação e de transformação. Movimento, Porto Alegre, v. 19, n. 4, p. 309-330, out./dez. 2013.

SÃO PAULO. Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Secretaria Geral Parlamentar Departamento de Documentação e Informação. Lei nº 12.469, de 22 de dezembro de 2006. Altera a denominação da Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor, e dá providências correlatas. São Paulo. Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, 2006. Disponível em: https://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/lei/2006/lei-12469-22.12.2006.html . Acesso em: 26 mar. 2020.

SÃO PAULO. Caderno do professor. Educação física: ensino médio. 3ª série. São Paulo: SEE, 2009a. v.1.

SÃO PAULO. Caderno do Professor. Educação Física: ensino médio. 2ª série. São Paulo: SEE, 2009b. v.2

SÃO PAULO. Secretaria de Educação. Proposta curricular do Estado de São Paulo: educação física. São Paulo: SEE, 2008.

SÃO PAULO. Fundação Casa. Educação e medida socioeducativa: conceito, diretrizes e procedimentos. superintendência pedagógica. São Paulo: Fundação Casa, 2010. Disponível em: http://fundacaocasa.sp.gov.br/. Acesso em: 13 mar. 2020.

SCOLARO, Maria E. N. L. Escola, para que te quero? Marcas da escola em adolescentes privados de liberdade por prática de ato infracional. 184f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Estado da Bahia, Salvador, 2007.

SOUZA, Carolina M.; ONOFRE, Elenice M. C. Educação física e medida socioeducativa de internação: dilemas do cotidiano. Imagens da Educação, Maringá, v. 9, n. 1, p. 93-109, maio 2019.

TOKUYOCHI, Jorge Hideo. et al. Retrato dos professores de educação física das escolas estaduais do estado de São Paulo. Motriz, Rio Claro, v. 14, n. 4, p. 418-428, 2008.

ZANELLA, Maria N. Adolescente em conflito com a lei e escola: uma relação possível? Revista Brasileira Adolescência e Conflitualidade, São Paulo, n. 3, p. 4-22, dez. 2010.

Publicado

2020-12-23

Como Citar

CONCEIÇÃO, W. L. DA . Physical education between walls and bars: teaching adolescents in conflict of the law in São Paulo / Brazil. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 22, n. 3, p. 757-773, 23 dez. 2020.

Edição

Seção

Dossiê - Educação Física Escolar

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##