Análise do perfil e das condições de trabalho dos professores de Educação Especial de Jacobina – BA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22483/2177-5796.2022v24id3987

Palavras-chave:

trabalho docente, educação especial, carreira docente.

Resumo

O objetivo deste artigo foi descrever o perfil e as condições de trabalho dos professores de Educação Especial do município de Jacobina/BA, acerca da valorização do trabalho docente. Foi aplicado um questionário a 14 professores que atuam com Educação Especial no respectivo município. Foi possível observar que, de forma geral, o perfil dos docentes é: são todas mulheres, majoritariamente autodeclaradas pardas, a maioria entre 42 a 50 anos de idade, casadas e, em média, com 2 filhos. Possuem remuneração entre 3000 a 5000 reais, e estão satisfeitas com o salário, metade delas são as principais provedoras da família e trabalham em 1 unidade educacional; são licenciadas com curso feito em universidade pública estadual e com pós-graduação lato sensu feita principalmente em instituição particular; possuem na maioria acima de 15 anos de tempo de atuação na educação mas menos de 10 anos com Educação Especial; são todas concursados e com plano de cargos e salários. Assim, os achados indicaram que as condições de trabalho docente, observadas através do perfil e das condições contratuais e jurídicas, podem ser consideradas boas, ainda que alguns elementos como salários mais atrativos e maior incentivo para formação continuada careçam de atenção. Isso inclusive coaduna com a opinião majoritária das professoras acerca de sua satisfação com a profissão docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Osni Oliveira Noberto da Silva, Universidade do Estado da Bahia

Doutor em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professor do Departamento de Ciências Humanas, Campus IV, da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Líder do Grupo de estudos, pesquisa e extensão em Educação Especial e Educação Física adaptada (GEPEFA) e integrante do Grupo de estudos sobre Educação Inclusiva e Necessidades Educacionais Especiais (GEINE).

Theresinha Guimarães Miranda, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo, com pós-doutorado pela Umeå University, Suécia. Professora do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Integrante do Grupo de estudos sobre Educação Inclusiva e Necessidades Educacionais Especiais (GEINE).

Miguel Angel Garcia Bordas, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Doutor em Filosofia pela Universidad Complutense de Madrid, com pós-doutorado pela Universitat Autònoma de Barcelona, Espanha. Professor do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Integrante do Grupo de estudos sobre Educação Inclusiva e Necessidades Educacionais Especiais (GEINE).

Referências

AMARO, Ivan. Avaliação em larga escala e trabalho docente: da lógica eficientista à lógica contrarregulatória. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, Sorocaba, v. 19, n. 2, p. 417-436, set./dez. 2017. Disponível em: http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/2552. Acesso em: 25 mar. 2019.

ARAÚJO, Carolina Maia de. Condições de trabalho docente na educação básica: um estudo sobre a rede pública (zona urbana e rural) na cidade de Serrolândia-Bahia. 2017. TCC (Licenciatura em Educação Física) - Universidade do Estado da Bahia, Jacobina, 2017.

BARBOSA, Andreza. Os salários dos professores brasileiros: implicações para o trabalho docente. 2011. Tese (Doutorado em Educação Escolar) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2011.

BORGES, L. O. et al. Condições de trabalho. In: BENDASSOLLI, P. F.; BORGES-ANDRADE, J. E. (orgs.). Dicionário brasileiro de psicologia do trabalho e das organizações. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2015. p. 227-236.

BORGES, L. O. et al. Questionário de condições de trabalho: reelaboração e estruturas fatoriais em grupos ocupacionais. Avaliação Psicológica, Ribeirão Preto, v. 12, n. 2, p. 213-225, ago. 2013.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. Brasília: Câmara dos Deputados, 2014. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2014/lei-13005-25-junho-2014-778970-publicacaooriginal-144468-pl.html. Acesso em: 25 mar. 2019.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo escolar. Brasília: Inep, 2017.

BRITO, Aida Teresa dos Santos; LUSTOSA, Ana Valéria Marques Fortes; FORTES, Maria Teresa Mendes. Perfil do professor do AEE que atua com alunos com autismo no município de Teresina. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL, 6.; Campinas, 2014. Anais [...]. Campinas: Galoa, 2014. p. 1-25. v. 1.

CABRAL NETO, Antônio; OLIVEIRA, Dalila Andrade; VIEIRA, Lívia Fraga (org.). Trabalho docente: desafios no cotidiano da educação básica. Campinas: Mercado de Letras, 2013.

CAMARGO, R. B. Salário docente. In: OLIVEIRA, D. A.; DUARTE, A. M. C.; VIEIRA, L. M. F. Dicionário: trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação,

1 CD-ROM.

CAMARGO, Ieda de (org.). Gestão e políticas da educação. Santa Cruz: EDUNISC, 2006.

CARVALHO, Ana Lúcia Oliveira Freitas de Carvalho. Educação inclusiva e seus impactos nas práticas pedagógicas na rede municipal de Jacobina/BA: estudo colaborativo na escola professor Carlos Gomes da Silva. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação e Diversidade) - Universidade do Estado da Bahia, Jacobina, 2016.

CASTEL, Robert. As metamorfoses da questão social: uma crônica da questão social. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2003.

DUARTE, Adriana et al. O trabalho docente na educação básica em Minas Gerais. Belo Horizonte: Fino Traço, 2012.

FANFANI, Emilio Tenti. La condicion docente: análisi comparado de la Argentina, Brasil, Perú y Uruguay. Buenos Aires: Siglo XXI Editores Argentina, 2007.

FERREIRA, Liliana Soares et al. Concepções de trabalho pedagógico e valorização do profissional da educação no Curso Normal Gaúcho: o Caso do Instituto Estadual de Educação Olavo Bilac - Santa Maria/RS. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, Sorocaba, v. 21, n. 2, p. 539-557, maio/ago. 2019. Disponível em: http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3224. Acesso em: 18 fev. 2020.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GUTIERRES, Dalva Valente Guimarães et al. Planos de carreira de professores da educação básica em estados e municípios brasileiros no contexto da política de fundos: configurações, tendências e perspectivas. São Paulo, 2013. Relatório de pesquisa.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades. Brasil: IBGE, 2017. Disponível em: http://www.cidades.ibge.gov.br/v3/cidades/home-cidades. Acesso em: 15 dez. 2019.

JACOBINA. Lei nº 1333 de 19/09/2015. Plano Municipal de Educação Jacobina - Bahia 2015-2025. Jacobina: Prefeitura Municipal de Jacobina, 2015.

JACOMINI, Márcia Aparecida; PENNA, Marieta Gouvêa de Oliveira. Carreira docente e valorização do magistério: condições de trabalho e desenvolvimento profissional. Pro-posições, Campinas, v. 27, n. 2, p. 177–202, maio/ago. 2016.

LAROCCA, Priscila; GIRARDI, Paula Giulce. Trabalho, satisfação e motivação docente: um estudo exploratório com professores da educação básica. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO - Formação de professores e profissionalização docente, 10., 2011. Actas [...]. Paraná: Educere PUC, 2011. p. 1932-1948.

MACEDO, Roberto Sidnei. Outras luzes: um rigor intercrítico para uma etnopesquisa política. In: MACEDO, Roberto Sidnei; GALEFFI, Dante; PIMENTEL, Álamo. Um rigor outro: sobre a questão da qualidade na pesquisa qualitativa. Salvador: Edufba. 2009. p. 75-126.

MARX, Karl. O Capital: crítica da economia política. Livro Primeiro: o processo de produção do capital. São Paulo: Nova Cultural, 1996. v. 1.

MATIAS, José Carlos. O atendimento educacional especializado nas escolas do município de São José do Campestre – RN. 2016. TCC (Licenciatura em Pedagogia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Nova Cruz, RN, 2016.

MAUCH, Carla; SANTANA, Wagner. Escola para todos: experiências de redes municipais na inclusão de alunos com deficiência, TEA, TGD e altas habilidades. Brasília: UNESCO, 2016.

MENEZES, Rayssa Rafaela de Lima. Atendimento Educacional Especializado – AEE: necessidade e funcionamento no município de Apodi/RN. 2016. TCC (Licenciatura em Pedagogia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN, 2016.

NASCIMENTO, Gilvânia da Conceição; GROSSI JUNIOR, Geraldo; PEREIRA, Jhonata Moreira. Planos municipais de educação - perfil dos municípios que não possuíam plano municipal de educação no segundo ano de vigência da lei n. 13.005/14. Revista Exitus, Santarém, v. 7, n. 1, p. 108-130, jan./abr. 2017.

NASCIMENTO, Maria das Graças Chagas de Arruda, SANTOS, Jéssica Valentim. As percepções de professores acerca das condições de trabalho e sua relação com a aprendizagem profissional no início da carreira. In: REUNIÃO NACIONAL DA ANPEd, 37., Florianópolis, 2015. Anais [...]. Florianópolis: UFSC, 2015. p. 1-15.

OLIVEIRA, Dalila Andrade. A reestruturação do trabalho docente: precarização e flexibilização. Educ. Soc., Campinas, v. 25, n. 89, p. 1127-1144, dez. 2004.

OLIVEIRA, Dalila Andrade; ASSUNÇÃO, Ada Ávila. Condições de trabalho docente. In: OLIVEIRA, D. A.; DUARTE, A. M. C.; VIEIRA, L. M. F. Dicionário: trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação, 2010. 1 CD-ROM.

OLIVEIRA, Dalila Andrade; VIEIRA, Lívia Fraga (orgs.). Trabalho na educação básica: a condição docente em sete estados brasileiros. Belo Horizonte: Fino Traço, 2012.

OLIVEIRA, Dalila Andrade; VIEIRA, Lívia Fraga. Trabalho na educação básica em Pernambuco. Camaragibe, PE: CCS Gráfica e Editora, 2014.

OLIVEIRA, João Ferreira de; MAUÉS, Olgaíses Cabral. A formação docente no Brasil: cenário de mudanças políticas e processos em debate. In: OLIVEIRA, Dalila Andrade; VIEIRA, Lívia Fraga. Trabalho na educação básica: a condição docente em sete estados brasileiros. Belo Horizonte: Fino Traço Editora, 2012. p. 63-89.

PIMENTEL, Diego Alejo Vásquez; AYMAR, Iñigo Macías; LAWSON, Max. Compensem o trabalho, não a riqueza. Oxford: Oxfam Internacional, 2018.

PUENTES, Roberto Valdés; LONGAREZI, Andréa Maturano; AQUINO, Orlando Fernández. O perfil sócio demográfico e profissional dos professores de ensino médio de Uberlândia. Revista Profissão Docente, Uberaba, v. 11, n. 23, p. 132-153, jan./jul. 2011.

RABELO, Lucélia Cardoso Cavalcante; CAIADO, Katia Regina Moreno. Educação especial em escolas do campo: um estudo sobre o sistema municipal de ensino de Marabá, PA. Revista Cocar, Belém, v. 8, n. 15, p. 63-71, jan./jul. 2014.

REA, Louis M.; PARKER, Richard A. Metodologia de pesquisa: do planejamento à execução. São Paulo: Pioneira, 2000.

SANTOS, Jéssica Pinho dos Santos. Condições de trabalho docente na educação básica: um estudo sobre a rede pública municipal da cidade de Jacobina-Bahia. 2017. TCC (Licenciatura em Educação Física) - Universidade do Estado da Bahia, Jacobina, 2017.

SILVA, Maria Cristina Vieira de Cristo e. Condições de trabalho e clima de segurança dos operários da construção de edificações. 2013. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2013.

SILVA, Michely Stephany Fernandes da et al. As crianças com deficiência na educação infantil: concepções e práticas pedagógicas. Cadernos de pesquisa: pensamento educacional, Curitiba, v. 13, n. 33, p. 299-315, jan./abr. 2018.

SILVA, Regisnei Aparecido Oliveira; GUILLO, Lídia Andreu. Trabalho docente e saúde: um estudo com professores da educação básica do sudoeste goiano. Itinerarius Reflectionis, Goiás. v. 11, n. 2, p. 1-17, jul./dez. 2015.

SOUZA, Elizeu Clementino de; SOUSA, Rosiane Costa de. Condições de trabalho docente, classes multisseriadas e narrativas de professoras no território do baixo sul baiano: significados e sentidos. Currículo sem Fronteiras, Salvador, v. 15, n. 2, p. 380-408, maio/ago. 2015.

TELES, Margarida Maria; SOUZA, Nielza da Silva Maia de; TELES, Maria Raquel de Santana. Perfil do professor do curso Atendimento Educacional Especializado-AEE na rede pública de Aracajú. COLÓQUIO INTERNACIONAL "EDUCAÇÃO E CONTEMPORANEIDADE". São Cristóvão, 2012. Anais [...]. São Cristóvão: EDUCON, 2012. p. 1-13.

TOLEDO, E. D. L. G. Problemas clásicos y actuales de la crisis del trabajo. In: TOLEDO, E. D. L. G., NEFFA, J. (Comp.). El fututo del trabajo. El trabajo del futuro. Buenos Aires: Clacso, 2001. p. 11-31.

YE, Yincheng. The effect of working conditions on teacher effectiveness: value-added scores and student perception of teaching. 2016. Dissertation (Doctor of Philosophy in Education Research and Evaluation) - Virginia Polytechnic Institute and State University, Blacksburg, 2016.

ZIBETTI, Marli Lúcia Tonatto; PEREIRA, Sidnéia Ribeiro. Mulheres e professoras: repercussões da dupla jornada nas condições de vida e no trabalho docente. Educ. rev., Curitiba, n. esp. 2, p. 259-276, 2010.

Downloads

Publicado

2022-08-05

Como Citar

SILVA, O. O. N. da; MIRANDA, T. G.; BORDAS, M. A. G. Análise do perfil e das condições de trabalho dos professores de Educação Especial de Jacobina – BA. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, [S. l.], v. 24, p. e022009, 2022. DOI: 10.22483/2177-5796.2022v24id3987. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/quaestio/article/view/3987. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos de Demanda