Implementação de recursos de Tecnologia Assistiva na prática pedagógica de uma professora de Educação Especial

proposta de um curso de formação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22483/2177-5796.2021v23n3p843-863

Palavras-chave:

Educação especial, Tecnologia assistiva , Formação de professores.

Resumo

O estudo teve como objetivo implementar e avaliar um curso de formação em Tecnologia Assistiva (TA) na perspectiva colaborativa a partir de demandas apresentadas por uma professora de Educação Especial. A pesquisa desenvolveu-se em três etapas: na primeira foi utilizado um roteiro para observação em sala de aula; na segunda foi desenvolvido um curso de formação em TA e na terceira foi realizada avaliação do curso pela professora participante do estudo. Os dados obtidos indicaram ausência de implementação dos recursos de TA. Após a realização do curso de formação foi possível constatar que o mesmo promoveu a compreensão sobre a importância da TA, sua finalidade, bem como a instrumentalização da participante. A partir dos resultados obtidos, é possível concluir sobre a importância e necessidade de se promover junto às políticas públicas a formação de professores para o uso de TA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andressa Lopes, Universidade Federal de São Carlos

Graduada em Pedagogia pela Universidade de São Paulo. Mestrado em Educação Especial pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Especial da Universidade Federal de São Carlos - UFSCar. Atualmente é doutoranda em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar

Adriana Garcia Gonçalves, Universidade Federal de São Carlos

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, graduação em Fisioterapia pela Universidade de Marília, mestrado em Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e doutorado em Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Atualmente é docente da Universidade Federal de São Carlos - UFSCar.

Referências

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BERSCH, R. Introdução à tecnologia assistiva. Assistiva - Tecnologia e Educação. Porto Alegre, 2017. p. 1-20. Disponível em: https://www.assistiva.com.br/Introducao_Tecnologia_Assistiva.pdf. Acesso em: 4 dez. 2017.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação. Porto: Porto Editora, 1994.

BORGES, W. F.; TARTUCI, D. Tecnologia assistiva: concepções de professores e as problematizações geradas pela imprecisão conceitual. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 23, n. 1, p. 81-96, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-65382017000100081&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 3 mar. 2019.

BRASIL. CORDE. SEDH. PR. Ata VII Reunião do Comitê de Ajudas Técnicas – CAT. Realizada nos dias 13 E 14 de dezembro de 2007. Brasília: CAT, 2007. Disponível em: https://www.assistiva.com.br/Ata_VII_Reuni%C3%A3o_do_Comite_de_Ajudas_T%C3%A9cnicas.pdf. Acesso em: 4 mar. 2019.

BRASIL. Decreto nº. 7.611, de 17 de novembro de 2011. Dispõe sobre a educação especial, o atendimento educacional especializado e dá outras providências. Brasília: Presidenta da República, 2011. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/decreto/d7611.htm. Acesso em: 4 mar. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução CNE/CEB nº 2/2001, de 11 de setembro de 2001. Institui diretrizes nacionais para a Educação Especial na Educação Básica. Brasília: MEC, 2001. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/resolucao2.pdf. Acesso em: 4 mar. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial (SEESP). Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. Brasília: MEC/SEESP, 2008.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução n. 4, de 2 de outubro de 2009. Institui diretrizes operacionais para o atendimento educacional especializado na educação básica, modalidade educação especial. Brasília: MEC, 2009. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/rceb004_09.pdf. Acesso em: 4 mar. 2019.

CALHEIROS, D. S.; MENDES, E. G.; LOURENÇO, G. F. Considerações acerca da tecnologia assistiva no cenário educacional brasileiro. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 31, n. 60, p. 229-244, jan./mar. 2018.

CARVALHO, T. P.; VITALINO, C. R. A pesquisa colaborativa como método no contexto da educação inclusiva. In: SEMANA DA EDUCAÇÃO, 16.; SIMPÓSIO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO DESAFIOS ATUAIS, 6., 2015. Londrina. Anais [...]. Londrina/Paraná, 2015. Tema: Desafios atuais para educação. p. 1-6.

DELIBERATO, D. Uso de expressões orais durante a implementação do recurso de comunicação suplementar e alternativa. Revista Brasileira de Educação Especial, Bauru, v. 15, n. 3, p. 369-388, 2009.

FACHINETTI, T. A.; GONÇALVES, A. G.; LOURENÇO, G. F. Atendimento educacional especializado (AEE) e a oferta para alunos com deficiência física. Revista Crítica Educativa, Sorocaba, v. 1, n. 2, p. 172-186, jul./dez. 2015. Disponível em: www.criticaeducativa.ufscar.br/index.php/criticaeducativa/article/download/14/195. Acesso em: 15 mar. 2019.

GALVÃO FILHO, T. Tecnologia assistiva para uma escola inclusiva: apropriação, demandas e perspectivas. 2009. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2009.

GIVIGI, R. C. et al. O trabalho colaborativo na escola: o uso da tecnologia assistiva. Educação, Santa Maria, v. 41, n. 2, p. 359-374, maio/ago. 2016.

GONÇALVES, A. F. S.; ZUQUI, F. S.; NASCIMENTO, A. P. Formação de professores para a in¬clusão escolar: perspectivas no estado do Espírito Santo. In: MENDES, E. G.; CIA, F.; CABRAL, L. S. A. (org.). Inclusão escolar e os desafios para a formação de professores em educação especial. São Carlos: Marquezine & Manzini; ABPEE, 2015. v. 3. p. 295- 315.

GLAT, R.; BLANCO, L. M. V.; REDIG, A. O papel das instituições filantrópicas especializadas na educação especial brasileira: novas demandas e desafios. In: MENDES, E. G.; ALMEIDA, M. A. (org.). Educação especial inclusiva: legados históricos e perspectivas futuras. São Carlos: Marquezine & Manzini; ABPEE, 2015. p. 99-110.

HUMMEL, E. I. Formação de professores de salas de recursos multifuncionais para o uso de tecnologia assistiva. 2012. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista - UNESP, Marília, 2012.

KOCHHANN, A. et al. Didática e prática de ensino: uma reflexão em Candau e Freire. In: SEMANA DE INTEGRAÇÃO, 4.; SEMANA DE LETRAS, 13.; SEMANA DE PEDAGOGIA, 15.; SIMPÓSIO DE PESQUISA E EXTENSÃO – SIMPEX, 1., 2015. Inhumas, GO. Anais [...]. Inhumas, GO: UEG, 2015. Tema: Educação e Linguagem: (re) significando o conhecimento. p. 39-49.

LOURENÇO, G. F. Avaliação de um programa de formação sobre recursos de alta tecnologia assistiva e escolarização. 2012. Tese (Doutorado em Educação Especial) – Programa de Pós-Graduação em Educação Especial, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2012.

MANZINI, E. J. Formação do professor para trabalhar com recursos de tecnologia assistiva: um estudo de caso em Mato Grosso. Revista Educação e Fronteiras, Dourados, v. 2, n. 5, p. 98-113, maio/ago. 2012a. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/114700/ISSN19826273-2012-0205-98-113.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 10 mar. 2019.

MANZINI, E. J. Formação do professor para o uso de tecnologia assistiva. Cadernos de Pesquisa em Educação, Vitória, v. 18, n. 36, p. 11-32, jul./dez. 2012b. Disponível em: https://eduinclusivapesq-uerj.pro.br/wp-content/uploads/2020/05/manzini2014.pdf. Acesso em: 17 março 2019.

MANZINI, E. J.; DELIBERATO, D. Portal de ajudas técnicas para a educação: equipamento e material pedagógico para educação, capacitação e recreação da pessoa com deficiência física – recursos pedagógicos II. Brasília: Mec/Secretaria de Educação Especial, 2007. Fascículo 4.

MANZINI, E. J.; SANTOS, M. C. F. Portal de ajudas técnicas para a educação: equipamento e material pedagógico para educação, capacitação e recreação da pessoa com deficiência - recursos pedagógicos adaptados. Brasília: MEC, 2002. v.1.

MILANESI, J. B. Organização e funcionamento das salas de recursos multifuncionais em um município paulista. 2012. Dissertação (Mestrado em Educação Especial) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2012.

NASCIMENTO, S. R. M. B. do.; SZMANSKI, M. L. S. Deficiência mental ou intelectual? Implicações no uso das nomenclaturas. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (EDUCERE), 11.; SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE REPRESENTAÇÕES SOCIAIS, SUBJETIVIDADE E EDUCAÇÃO (SIRSSE), 2.; SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE PROFISSIONALIZAÇÃO DOCENTE (SIPD/CÁTEDRA UNESCO), 4., 2013, Curitiba. Anais [...]. Curitiba: PUCPR, 2013. Disponível em: http://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2013/8309_6175.pdf. Acesso em: 20 mar. 2019.

NOZI, G. S.; VITALIANO, C. R. Formação de professores visando a inclusão escolar de alunos com necessidades educacionais especiais: implicações dos saberes recomendados pela produção acadêmica. In: CONGRESSO BRASILEIRO MULTIDISCIPLINAR DE EDUCAÇÃO ESPECIAL, 7.; ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISADORES EM EDUCAÇÃO ESPECIAL, 8., 2013, Londrina. Anais [...]. Londrina: UEL, 2013. Disponível em: http://www.uel.br/eventos/congressomultidisciplinar/pages/arquivos/anais/2013/AT08-2013/AT08-023.pdf. Acesso em: 19 mar. 2019.

OLIVEIRA, C. C. B. Sala de recursos multifuncionais: um estudo de caso. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências de Marília, Marília, 2016.

PASIAN, M. S.; MENDES, E. G.; CIA, F. Aspectos da organização e funcionamento do atendimento educacional especializado: um estudo em larga escala. Educação em Revista, Belo Horizonte, n. 33, p. 1-18, jan./dez. 2017.

PASIAN, M. S.; VELTRONE, A. A.; CAETANO, N. C. S. P. Avaliações educacionais e seus resultados: revelando ou omitindo a realidade brasileira sobre o fracasso escolar. Revista Eletrônica de Educação, São Carlos, v. 6, p. 440-456, 2012.

PIMENTA, S. G. O estágio na formação de professores: unidade teórica e prática? 3. ed. São Paulo: Cortez, 2005.

RAMOS, E. S.; BARRETO, L. M. S. O atendimento educacional especializado e a tecnologia assistiva: novas perspectivas para o ensino inclusivo. Gestão e Conexões, Vitória, v. 3, n. 1, p. 122-141, jan./jun. 2014.

REIS, C. V. Tecnologia assistiva na perspectiva das professoras de atendimento educacional especializado no sudeste goiano. 2014. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Goiás, Catalão, 2014.

ROCHA, A. N. D. C.; DELIBERATO, D. A percepção do professor da educação infantil sobre o uso da tecnologia assistiva junto ao aluno com paralisia cerebral. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL, 4., 2010, São Carlos. Anais [...]. São Carlos: UFSCar, 2010. p. 1-19. v. 1.

SILVA, W. B. S. Políticas públicas de educação especial no Município de Petrópolis/RJ: as questões da formação de professores, inclusão escolar e organização da escola. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2011.

TOLEDO, E. H. Formação de professores por meio de pesquisa colaborativa visando à inclusão escolar de alunos com deficiência intelectual. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2011.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

VERUSSA, E. O. Tecnologia assistiva para o ensino de alunos com deficiência: um estudo com professores do ensino fundamental. 2009. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Filosofia e Ciências de Marília, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2009.

ZERBATO, A. P.; MENDES, E. G. Coensino: percepções do trabalho em colaboração em uma classe de ensino comum do ensino fundamental. In: JORNADA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL: CIÊNCIA E CONHECIMENTO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL, 12., 2014, Marília. Anais [...]. Marília: Ed. FUNDEPE, 2014. v.1.

Downloads

Publicado

2021-11-05

Como Citar

LOPES, A. .; GONÇALVES, A. G. . Implementação de recursos de Tecnologia Assistiva na prática pedagógica de uma professora de Educação Especial: proposta de um curso de formação. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, [S. l.], v. 23, n. 3, p. 843–863, 2021. DOI: 10.22483/2177-5796.2021v23n3p843-863. Disponível em: http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3896. Acesso em: 27 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos de Demanda