Mapa conceitual enquanto diagrama na perspectiva da semiótica peirceana

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22483/2177-5796.2022v24id4924

Palavras-chave:

diagrama, mapa conceitual, analogia.

Resumo

O tema deste artigo está na interface educação/semiótica peirceana, o que implica tratar as disciplinas escolares como modalidades de linguagens, como sistemas de signos, e o processo/aprendizagem como aquele que envolve a ação de signos e um aprendiz como intérprete de tais signos. Neste contexto, com o objetivo de explicitar o potencial do mapa conceitual para a cognição, apresentamos um estado da questão para pesquisas sobre tal modalidade de representação e aspectos da origem da noção de mapa conceitual; em seguida, tratamos deste enquanto diagrama, na perspectiva peirceana; explicitamos os três tipos de analogia propostos por Deleuze quando dos seus estudos sobre diagrama e, por fim, refletimos sobre o potencial do mapa conceitual para suscitar cognições. A importância para a educação está no fato de vincularmos o pensamento via mapas conceituais aos tipos de analogia, que permite ir para além de interpretações advindas da psicologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Ogécia Drigo, Universidade de Sorocaba - Uniso

Graduação em Matemática pela Universidade de Sorocaba, Mestrado em Educação (Área de concentração: Educação em Ciências), pela Universidade Metodista de Piracicaba, Doutorado em Comunicação e Semiótica (Área de concentração: Signo e significação nas mídias), pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo; estágio pós-doutoral na Universidade de kassel, Kassel, Alemanha e pós-doutora pela Escola de Comunicações e Artes da USP. Docente e atual coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura da Universidade de Sorocaba (Uniso). 

Referências

AIRES, Thathawanna Tenório. Mapas conceituais e a prática reflexiva na formação de professores para o ensino de ciências e matemática. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemática) - Universidade Federal de Pernambuco, Caruaru, 2017.

AUSUBEL, D. P.; NOVAK, J. D.; HANESIAN, H. Psicologia educacional. Rio de Janeiro: Interamericana, 1980.

BENDITO, Dennefe Vicencia. Mapas conceituais no ensino de ciências: um estudo centrado em dissertações e teses. 2017. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática) - Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, 2017.

BITTENCOURT, Júvio Marcelo de Almeida. Proposta didática: o mapa conceitual à luz das práticas sociais de linguagem. 2015. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências Naturais) - Instituto de Física, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2015.

BRANT, Fabiana Goncalves Felix. ISO 45001:2018: a utilização de mapa conceitual como ferramenta didática no processo de ensino-aprendizagem. 2019. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2019.

CASTELLI, Henri Marcos Esgalha. Comunicação na educação: o potencial do diagrama para formatos de conteúdo em processos formais de ensino. 2016. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Cultura) - Universidade de Sorocaba, Sorocaba, 2016.

CONCEIÇÃO, Adriano Nardi. Estudos sobre o uso de mapas conceituais na avaliação da aprendizagem: a importância da tarefa. 2016. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências - Modalidades Física, Química e Biologia) - Instituto de Física da Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

DELEUZE, Gilles. Pintura – el concepto de diagrama. Buenos Aires: Cactus, 2007.

DRIGO, Maria Ogécia. Na confluência da publicidade e da semiótica peirceana: reflexões sobre cognição na sociedade da sensação. In: PRÓPESQ PP - ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISADORES EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA, 5., 2014, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: INMOD, ABP2, PPGCOM-ECA-USP, 2014. p. 74-88. Tema: O sistema publicitário e a semiose ilimitada. Disponível em: http://www2.eca.usp.br/propesq/downloads/ebook_V_Propesq_pp.pdf. Acesso em: 05 nov. 2021.

DRIGO, Maria Ogécia; SOUZA, Luciana C. P. de. Aulas de semiótica peirceana. Curitiba: Appris, 2021.

DURAES JUNIOR, Ataliba. A construção significativa dos conceitos e suas relações por meio dos mapas conceituais: uma experiência no ensino de respiração celular. 2015. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2015.

FERRARI, Sonia Cristina. Mapa conceitual: uma ferramenta para ensinar zoologia de vertebrados no ensino fundamental. 2016. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências Naturais e Matemática) - Universidade Estadual do Centro-Oeste, Guarapuava, 2016.

JESUS, Benedito Carlos de. Mapa conceitual como ferramenta para o ensino das leis da termodinâmica. 2015. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências Naturais Instituição de Ensino) - Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2015.

LIMA, Francisco Magalhães de. Uso do Mapa Conceitual para o planejamento do ensino na área de ciências humanas: um estudo no IFRO. 2016. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação Escolar) - Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, 2016.

LIMA, Gercina Ângela B. O. Mapa conceitual como ferramenta para organização do conhecimento em sistema de hipertextos e seus aspectos cognitivos. Perspectiva em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 9, n. 2, p. 134-145, jul./dez. 2004. Disponível em: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/355. Acesso em: 10 nov. 2021.

MACHADO, Bruna Carolina. Mapas conceituais como recurso pedagógico para desenvolver a competência leitora no Ensino de Química. 2015. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências) - Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo, 2015.

MARTINS, Ana Carolina Pomodoro de Meira Lima Cabral. Construção de um mapa conceitual em hipoglicemia neonatal. 2014. Dissertação (Mestrado Profissional em Saúde Materno-Infantil/Saúde da Criança e do Adolescente) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2014.

MOREIRA, Marco Antonio. Mapas conceituais e aprendizagem significativa. São Paulo: Centauro, 2010.

NOVAK, Joseph D. Aprender, criar e utilizar o conhecimento. Mapas conceituais como ferramentas de facilitação nas escolas e empresas. Lisboa: Plátano Edições Técnicas, 2000.

NOVAK, Joseph D.; GOWIN, Dixie B. Aprender a aprender. Lisboa: Plátano Edições Técnicas, 1996.

PEIRCE, Charles Sanders. Elements of logic. In: HARTSHORNE, Charles; WEISS, Paul. The collected papers of Charles Sanders Peirce. Cambridge: Harvard University, 1932. v. 2.

PEIRCE, Charles Sanders. Reviews, correspondence and bibliografy. In: BURKS, Arthur W. The collected papers of Charles Sanders Peirce. Cambridge: Harvard University, 1958. v. 8.

PINHO, Laura Ramos Pimentel. O mapa conceitual na construção de taxonomias para organização da informação na WEB. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Escola de Comunicação e Artes da USP, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.

VIEIRA, Osvaldo de Oliveira. Diretrizes para a construção de um mapa conceitual: uma abordagem através da geometria plana. 2019. Dissertação (Mestrado - Programa de Pós-Graduação Profissional em Matemática) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Ciências Exatas e da Terra, Cuiabá, 2019.

Downloads

Publicado

2022-09-29

Como Citar

DRIGO, M. O. Mapa conceitual enquanto diagrama na perspectiva da semiótica peirceana. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, Sorocaba, SP, v. 24, p. e022032, 2022. DOI: 10.22483/2177-5796.2022v24id4924. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/quaestio/article/view/4924. Acesso em: 26 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos de Demanda