Licenciatura em História:

as implicações do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes – ENADE

Palavras-chave: Políticas públicas de avaliação do ensino superior., ENADE., Formação de Professores.

Resumo

O presente estudo se propôs a analisar as contribuições, os limites e os desafios postos aos professores de um curso de licenciatura em História, de um grande Centro Universitário da cidade de São Paulo, estado de São Paulo, frente ao Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes – ENADE. Em função dos objetivos deste estudo, optou-se pela pesquisa qualitativa, com a realização de entrevistas com professores do curso. Pela análise dos dados coletados, constatamos que o ENADE é um instrumento regulatório que vem contribuindo para o desenvolvimento desse curso, na medida em que os professores têm consciência de que ele não está a serviço do ENADE e que o desenvolvimento profissional envolve diversos fatores, que não se resumem ao conceito estabelecido pelo Ministério da Educação.

Biografia do Autor

Simone Maria Espinosa, Faculdades Metropolitanas Unidas

Atualmente estou na direção da Escola de Educação, Comunicação, Artes, Design e Moda da FMU.

Maria de Fátima Ramos de Andrade, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Doutora em Comunicação e Semiótica.

Referências

BARREYRO, G. B.; ROTHEN, J. C. Para uma história da avaliação da educação superior brasileira: análise dos documentos do PARU, CNRES, GERES e PAIUB. Avaliação, Campinas, v. 13, n. 1, p. 131-152, 2008.
BRASIL. Decreto 91.177/85. Institui Comissão Nacional visando à reformulação da educação superior e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, Seção 1, página 5651, 1 abr. 1985.
BRASIL. Lei n. 9.131, de 24 de novembro de 1995. Altera dispositivos da Lei 4.024, de 20 de dezembro de 1961, e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 16 abr. 2014.
BRASIL. Lei n. 10.861, de 14 de abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES e dá outras providências. 2004a. Disponível em:
. Acesso em: 15 abr. 2014.
BRASIL. Medida Provisória n.º 147, de 15 de dezembro de 2003. Institui o Sistema Nacional de Avaliação e Progresso do Ensino Superior e dispõe sobre a avaliação do ensino superior. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2014.
BRASIL. Portaria nº 2051, de 09 de julho de 2004. 2004b. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2014.
BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Relatório Síntese ENADE 2011. Brasília, DF: INEP, 2011. Disponível em: . Acesso em: 16 abr. 2014.
CUNHA, Luiz Antônio. Nova reforma do ensino superior: a lógica reconstruída. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 101, p. 20-49, jul. 1997. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2014.
DIAS SOBRINHO, José. Avaliação: políticas educacionais e reformas da educação superior. São Paulo: Cortez, 2003.
DIAS SOBRINHO, José. Avaliação: Avaliação e transformações da educação superior brasileira (1995-2009): do provão ao SINAES. Avaliação, Campinas; Sorocaba, v. 15, n. 1, p. 195-224, 2010. Disponível em: . Acesso em: 7 dez. 2014.
FRANCO, Maria Laura P. B. Análise de conteúdo. Brasília: Liber Livro, 2012.
GARCIA, Carlos M. Formação de professores: para uma mudança educativa. Portugal: Porto Editora, 1995.
GATTI, Bernadete A. Formação de professores a distância: políticas e práticas em debate. In: GATTI, Bernadete A. et al. (Org.). Por uma política nacional de formação de professores. São Paulo: Editora UNESP, 2013.
MEC. Portaria MEC nº 130, de 14 de julho de 1993. Cria Comissão com o objetivo de estabelecer diretrizes e viabilizar a implementação do processo de avaliação institucional nas universidades brasileiras. Brasília: MEC, 1993.
NÓVOA, Antônio. Professores imagens do futuro presente. Lisboa: Educa, 2009.
PROJETO PEDAGÓGICO do curso de História do Centro Universitário X. São Paulo: Centro Universitário “X”. (Disponível na biblioteca da instituição). Acesso em: 20 mar. 2014.
Publicado
2018-04-24
Como Citar
ESPINOSA, S.; ANDRADE, M. DE F. Licenciatura em História:. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 20, n. 1, p. 169-189, 24 abr. 2018.
Seção
Artigos