A organização da Instrução Pública Municipal na década de 1920 no Município de Bagé/RS

Palavras-chave: História da Educação de Bagé, Primeira República, Organização de Educação Municipal

Resumo

Este artigo analisa a organização da Educação Primária Pública no município de Bagé durante o final da década de 1920, sob a ótica e os preceitos dos políticos republicanos gaúchos. Neste sentido, os discursos políticos e as ações administrativas no transcorrer da década de 1920 possibilitaram certa centralidade à educação nas proposições dos governos republicanos gaúchos, logo, ela passou a ser concebida como um direito do cidadão e como uma necessidade para o progresso social e cultural da nação. Sendo assim, a educação tornou-se um dos principais instrumentos da regeneração dos cidadãos, como também um elemento fundamental na execução das reformas sociais, responsáveis pelo advento da modernidade republicana.

Biografia do Autor

Alessandro Carvalho Bica, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

Doutor em Educação

Referências

BAKOS, Margaret M. Política na Sala de Visitas (1897-1937). In: HISTÓRIA Geral do Rio Grande do Sul. Passo Fundo: Méritos, 2007. v. 3. República Velha (Tomo I).
BICA, Alessandro C.; CORSETTI, Berenice. Regulamento das Escolas Municipais do Município de Bagé/RS (1925). Revista História da Educação, Porto Alegre, v. 20, n. 48, jan./abr. 2016. p. 313-319.
CORREIO DO SUL. Bagé/RS, 18 abr. 1925.
CORREIO DO SUL. Bagé/RS, 09 maio 1925.
CORREIO DO SUL. Bagé/RS, 07 jun. 1925.
CORREIO DO SUL. Bagé/RS, 17 jun. 1925.
CORREIO DO SUL. Bagé/RS, 15 jul. 1925.
CORREIO DO SUL. Bagé/RS, 02 ago. 1925.
CORREIO DO SUL. Bagé/RS, 04 ago. 1925.
CORREIO DO SUL. Bagé/RS, 05 ago. 1925.
CORREIO DO SUL. Bagé/RS, 24 mar. 1926.
CORREIO DO SUL. Bagé/RS, 10 ago. 1927.
CORREIO DO SUL. Bagé/RS, 16 ago. 1927.
CORSETTI, Berenice. Controle e ufanismo. A Escola Pública no Rio Grande do Sul (1890-1930). 1998. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 1998.
CORSETTI, Berenice. Cultura política positivista e educação no Rio Grande do Sul/Brasil (1889/1930). Cadernos de Educação, Pelotas, n. 31, p. 55-69, jul./dez. 2008.
DALABRIDA, Norberto. Disciplina e devoção: o Ginásio Catarinense na Primeira República. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO: História e memória da educação brasileira. 2. 2002. Anais... Rio Grande do Norte: Natal, 2002. Disponível em: . Acesso em: 29 jun. 2013.
O DEVER. Bagé/RS, 09 maio 1925.
O DEVER. Bagé/RS, 04 ago. 1925.
O DEVER. Bagé/RS, 05 ago. 1925.
O DEVER. Bagé/RS, 19 ago. 1925.
O DEVER. Bagé/RS, 11 maio 1926.
O DEVER. Bagé/RS, 15 ago. 1926.
O DEVER. Bagé/RS, 29 dez. 1926.
O DEVER. Bagé/RS, 27 jan. 1927.
FARIA FILHO, L. M. Dos pardieiros aos palácios: cultura escolar e urbana em Belo Horizonte na Primeira República. Passo Fundo: UPF, 2000.
NAGLE, Jorge. Educação e sociedade na Primeira República. 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.
RELATÓRIO Intendencial de Carlos Cavalcanti Mangabeira apresentado ao Conselho Municipal em 20 de setembro de 1925. Bagé: Typografia Casa Maciel, 1925.
RELATÓRIO DO INSPETOR ESCOLAR 1926. In: RELATÓRIO Intendencial de Carlos Cavalcanti Mangabeira apresentado ao Conselho Municipal em 20 de setembro de 1926. Bagé: Typografia Casa Maciel, 1926.
RELATÓRIO DO INSPETOR ESCOLAR 1927. In: RELATÓRIO Intendencial de Carlos Cavalcanti Mangabeira apresentado ao Conselho Municipal em 20 de setembro de 1927. Bagé: Typografia Casa Maciel, 1927.
RELATÓRIO DO INSPETOR ESCOLAR 1928. In: RELATÓRIO Intendencial de Carlos Cavalcanti Mangabeira apresentado ao Conselho Municipal em 20 de setembro de 1928. Bagé: Typografia Casa Maciel, 1928.
RELATÓRIO DO INSPETOR ESCOLAR 1929. In: RELATÓRIO Intendencial de Alziro Marino apresentado ao Conselho Municipal em 20 de setembro de 1929. Bagé: Typografia Casa Maciel, 1929.
SILVA, Mozart Linhares da. Do império da lei às grades da cidade. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1997.
SOUZA, Rosa Fátima de. Templos de civilização: a implantação da escola primária graduada no Estado de São Paulo (1890-1910). São Paulo: Fundação Editora da UNESP, 1998.
STEPHANOU, M. Discursos médicos e a educação sanitária na escola brasileira. In: STEPHANOU, M.; BASTOS, M. H. C. (Org.). Histórias e memórias da educação no Brasil. v. III: século XX. Petrópolis: Vozes, 2005, p. 142-164.
VIÑAO FRAGO, Antonio. Do espaço escolar e da escola como lugar: propostas e questões. In: VIÑAO FRAGO, Antonio; ESCOLANO, Augustín. Currículo, espaço e subjetividade: a arquitetura como programa. Rio de Janeiro: DP&A, 1998. p. 59-139.
VIÑAO FRAGO, Antonio. Espaços, usos e funções: a localização e disposição física da direção escolar na escola graduada. In: BENCOSTA, Marcus Levy Albino (Org). História da educação, arquitetura e espaço escolar. São Paulo: Cortez, 2005. p. 15-47.
WEBER, Beatriz Teixeira. Códigos de posturas e regulamentação do convívio social em Porto Alegre no século XIX. 1922. Dissertação (Mestrado em História) - Curso de Pós-Graduação em História da UFRGS, Porto Alegre, 1992.
Publicado
2018-04-23
Como Citar
BICA, A. A organização da Instrução Pública Municipal na década de 1920 no Município de Bagé/RS. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 20, n. 1, p. 91-112, 23 abr. 2018.
Seção
Artigos