Plano Nacional de Educação (2014-2024) sob influências do gerencialismo:

meta 19 e uma abordagem conceitual da gestão

Palavras-chave: Plano Nacional de Educação., Meta 19., Gestão democrática da educação.

Resumo

Este artigo é resultado de estudos realizado no pós-doutoramento em Educação. Tem por objetivo analisar a concepção de gestão expressa na meta 19 – gestão democrática, do Plano Nacional de Educação (2014-2024), documento organizado em 20 metas e estratégias, que expõe os problemas discutidos na área da educação brasileira. A investigação com base em fontes documentais mostrou que a referida meta apresenta um vínculo contraditório, entre gestão democrática e gerencial. A concepção de gestão democrática relacionada aos princípios constitucionais do ensino público, tem como elementos constitutivos a participação, o controle social e a cidadania. A gerencial centra-se na profissionalização da gestão, fundamentada em procedimentos administrativos usados nas empresas do mercado financeiro: eficiência, eficácia, produtividade, provocando afastamento da educação como processo histórico e prática social.

Biografia do Autor

Nadia Bigarella, Universidade Católica Dom Bosco

Professora Doutora do Programa de Pós-Graduação em Educação - Mestrado e Doutorado em Educação da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). e-mail: 4561@ucdb.br

Marilda de Oliveira Costa, Universidade do Estado de Mato Grosso

Doutorado em Programa de Pós-graduação em Educação da UFRGS pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil(2011). Professor titular da Universidade do Estado de Mato Grosso , Brasil.

Publicado
2019-04-30
Como Citar
BIGARELLA, N.; COSTA, M. Plano Nacional de Educação (2014-2024) sob influências do gerencialismo:. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 21, n. 1, p. 279-294, 30 abr. 2019.
Seção
Artigos