O CAMPO E A CULTURA ESCOLARES DE PILAR DO SUL E A IMIGRAÇÃO JAPONESA (1934-1976)

  • Adriana Aparecida Alves da Silva
  • Wilson Sandano
Palavras-chave: Cultura escolar. Pilar do Sul. Imigração Japonesa.

Resumo

Este trabalho investigou a constituição do “campo” escolar de Pilar do Sul (1934-1976). Buscando compreender as transformações que ocorreram no campo escolar após a chegada dos imigrantes japoneses e as mudanças na cultura escolar após o ingresso dos japoneses e descendentes nas escolas. A periodização refere-se de 1934, ano de fundação do Grupo Escolar “Padre Anchieta”, a 1976, ano em que o campo escolar foi redefinido devido à implementação da lei nº 5692 de 1971. Reunimos um conjunto diversificado de fontes: documentos escritos, iconográficos e fontes orais. Podemos destacar que as transformações no campo escolar foram frutos da introdução de novos agentes, os imigrantes japoneses, com, uma bagagem de vida, habitus que gerou conflitos e um processo de adaptação nesse espaço que é o campo e que não houve mudanças na cultura escolar, mas sim alterações em alguns aspectos como a reorganização do tempo, espaço e práticas escolares.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
SILVA, A. A. A. DA; SANDANO, W. O CAMPO E A CULTURA ESCOLARES DE PILAR DO SUL E A IMIGRAÇÃO JAPONESA (1934-1976). Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 15, n. 2, p. p. 191-206, 11.
Seção
Artigos