A educação, o poder da ideologia e a escola sem partido

Palavras-chave: Escola Sem Partido., Educação., Ideologia.

Resumo

O objetivo deste artigo é problematizar as complexas relações entre o mundo do trabalho e a educação num contexto histórico determinado pela dialética articulação entre as condições objetivas da produção material e as formas da consciência social que se manifestam na superestrutura ideológica, político-jurídica a fim de demonstrar que a proposta do movimento político “Escola Sem Partido”, surgido em 2004, de interromper o avanço daquilo que o movimento denomina como contaminação político-ideológica nas escolas brasileiras, da educação básica ao ensino superior nada mais é que ela mesma, uma ideologia.

Biografia do Autor

Fabiane Santana Previtali, Universidade Federal de Uberlândia - UFU

Doutora em Ciências Sociais. Universidade Federal de Uberlândia – UFU. Instituto de Ciências Sociais / Pesquisadora CNPq/PQ e FAPEMIG/PPM.

Cílson César Fagiani, UNIUBE

Doutor em Educação (PPGED/UFU, apoio Fapemig - 2016). Doutorado Sanduíche na Universidade Nova de Lisboa, Portugal (Apoio Capes: 2013-2014). Licenciado e Bacharel em Ciências Biológicas (UFscar -1991). Técnico-administrativo em Assuntos Educacionais (UFU: 2006-2013). Coordenou projetos de extensão envolvendo escolas de educação básica municipal e a Universidade Federal de Uberlândia. Tem experiência como coordenador pedagógico na educação básica e profissional e como professor nos ensinos: Fundamental, Médio, EJA e Superior. Tem experiência em laboratório de ensino e pesquisa. Pesquisador no Grupo de Pesquisa Trabalho, Educação e Sociedade (GPTES/UFU) junto a Linha de Pesquisa Trabalho, Sociedade e Educação (PPGED/UFU). É investigador no Instituto de História Contemporânea, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (IHC/FCSH/UNL), Portugal. É membro do Grupo de Pesquisa História Global do Trabalho e dos Conflitos Sociais (IHC/FCSH/UNL). Atualmente faz pós-doutorado na Universidade de São Paulo na Faculdade de Educação (Apoio CNPq) e é integrante do corpo docente do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade de Uberaba. Possui artigos publicados em periódicos nacionais e internacionais, em revistas de divulgação científica e capítulos de livros. As pesquisas atuais discutem trabalho e educação, formação docente, formação do jovem trabalhador, reestruturação produtiva e políticas educacionais.

Publicado
2018-12-18
Como Citar
PREVITALI, F.; FAGIANI, C. A educação, o poder da ideologia e a escola sem partido. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 20, n. 3, p. 583-599, 18 dez. 2018.
Seção
Dossiê - Escola sem Partido