Educadoras protestantes em São Paulo:

uma invisibilidade histórica

Palavras-chave: Missionárias protestantes., Educação., História.

Resumo

A partir do século XIX, missionários protestantes chegaram ao Brasil com o objetivo de divulgar a fé e o modo de vida de seu país de origem. Com eles vieram esposas, filhas e mulheres sem vínculo matrimonial, que se dedicaram ao trabalho educativo como parte da Missão. A expansão do território e a intensificação do comércio justificavam a ação missionária que se processava a mando do imperialismo, com o argumento da missão divina, o que possibilitava a consequente expansão capitalista e vinha ao encontro dos interesses econômicos e políticos dos Estados Unidos. As missionárias norte-americanas radicaram-se nos vários estados brasileiros, em especial em São Paulo. Uma delas se destacou nesse cenário: Mary Parker Dascomb, autora de cartas que foram preservadas, as quais demonstram modos de pensar, estilo de vida e a crença inabalável na fé protestante como campo de missão social e educativo. Compreender, a partir de diferentes escritos, o trabalho dessas missionárias e educadoras é o objetivo central deste texto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jamilly Nicácio Nicolete, Centro Universitário Toledo

Bacharel e Licenciada em História pela Universidade Federal de Viçosa, Licenciada em Pedagogia, pela UNIFRAN, Mestra em História e Sociedade com ênfase em História Cultural, pela Faculdade de Ciências e Letras - UNESP, Campus de Assis, com bolsa concedida pelo CNPq e Doutora em Educação pela Faculdade de Ciências e Tecnologia - UNESP, campus de Presidente Prudente, com bolsa de Doutorado FAPESP - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo e Bolsista de Estágio de Pesquisa no Exterior - BEPE/ FAPESP na Universitat de València, Espanha.

Jane Soares de Almeida, Universidade de Sorocaba

Graduada em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Botucatu-SP (1971) e em Artes Industriais pela Faculdade Santa Marcelina, Botucatu, SP (1974). Atuou na rede pública de ensino fundamental de 1966 a 1985. Ingressou na Universidade Estadual Paulista, UNESP em 1986. Possui Mestrado em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (1991) e Doutorado em História e Filosofia da Educação pela USP-SP (1996).

Publicado
2018-12-20
Como Citar
NICOLETE, J.; ALMEIDA, J. Educadoras protestantes em São Paulo:. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 20, n. 3, p. 761-777, 20 dez. 2018.
Seção
Artigos