A vida como aposta política:

uma educação ambiental pensada sob a ótica e ética Foucaultiana do “cuidado de si”

Palavras-chave: Educação ambiental., Cuidado de si., Vida.

Resumo

A problematização da Educação Ambiental, da constituição de “si” e a própria vida objetificada com seus assujeitamentos atravessam a proposta de discussão trazida pelo texto. Lançando mão das problematizações empreendidas por Michel Foucault a respeito da importância de pensar nossa própria constituição e a capacidade de mudar o que se pensa e o que se faz, o artigo procura ressignificar a noção de “cuidado de si” a partir do aforismo estóico “altere o valor da moeda” articulando com a necessidade de se repensar determinados valores socioambientais. Considera urgente potencializar a Educação Ambiental com uma guinada ético-política que se configure em novas subjetividades capazes de engendrar um mundo comum.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosinei Ronconi Vieiras, Instituto Federal do Espírito Santo - Campus Itapina

Doutor em Educação pela UFES. Coordenador Adjunto do Núcleo de Educação Ambiental e Agroecologia (NEAA) do Instituto Federal do Espírito Santo - Campus Itapina.

Martha Tristão, UFES

Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo. Professora titular do Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE) da UFES.

Publicado
2019-04-30
Como Citar
VIEIRAS, R.; TRISTÃO, M. A vida como aposta política:. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 21, n. 1, p. 101-116, 30 abr. 2019.
Seção
Dossiê - As Educações Ambientais insistem e lutam: (re)existências, vivências,