Palavras e imagens infantis

intercambiando linguagens e recriando o mundo com vaga-lumes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22483/2177-5796.2020v22n2p493-508

Palavras-chave:

Palavras, Imagens, Imaginação criadora.

Resumo

A potência de uma vida nova está na possibilidade de viver e recriar o mundo. De modo semelhante, as crianças, mobilizadas pela novidade do mundo, podem, além de vivê-lo, recriá-lo, e até subvertê-lo, a partir do contato com imagens e palavras. Essa dimensão da linguagem importa em nossos estudos, pesquisas e projetos de extensão. Por isso compreendemos esse texto como um belo pretexto para apresentarmos e discutirmos os achados, as construções e desconstruções de crianças a partir de uma aproximação intensiva e alegre com imagens e palavras em oficinas de escrita na escola. Reconhecemos a potencialidade dessa experiência em sua capacidade de nos desalojar dos velhos conceitos, de nos tornar sensíveis a uma escrita nova produtora de sentido, como a vida deve ser. Para isso é preciso que nos deixemos conduzir pelas crianças, em seus caminhos amplos e nas vielas espremidas de suas criações. Criações que são como vaga-lumes, pequenas luzes de existência em meio à noite escura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paula Gomes de Oliveira , Universidade de Brasília

Doutora em Educação pela Universidade de Brasília, Professor Adjunto da Universidade de Brasília. Atua em projetos de pesquisa e extensão com foco nas temáticas de Linguagem, Alfabetização, Letramento, Multiletramentos, Formação de professores, Literatura, Narrativas, Imaginação e Subjetividade.

Referências

BARTHES, Roland. Aula. São Paulo: Cultrix, 1978.

BARTHES, Roland. O rumor da língua. Lisboa: Edições 70, 1984.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: língua portuguesa. Brasília: MEC, 1997.

CANDIDO, Antonio. A literatura e a formação do homem. Ciência e Cultura, São Paulo, v. 24, n. 9, p. 803-809, set. 1972.

COGNET, Georges. Compreender e interpretar desenhos infantis. Petrópolis: Vozes, 2013.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Sobrevivência dos vaga-lumes. Belo Horizonte: UFMG, 2011.

FALCÃO, Adriana. Mania de explicação. São Paulo: Moderna, 2001.

GONÇALVES, José Eduardo. (org.). Ofício da palavra. Belo Horizonte: Autêntica, 2014.

GONZÁLEZ REY, Fernando. Pesquisa qualitativa e subjetividade: os processos de construção da informação. São Paulo: Cengage Learning, 2010.

OLIVEIRA, Paula Gomes de. O trabalho pedagógico com histórias inventadas: narrativas, imaginação e infância. Curitiba: CRV, 2016.

VIGOTSKI, Lev Semionovich. Pensamento e linguagem. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

VIGOTSKI, Lev Semionovich. Imaginação e criação na infância. São Paulo: Ática, 2009.

ZILBERMAN, Regina. A literatura infantil na escola. 4. ed. São Paulo: Global, 1985.

Publicado

2020-08-14

Como Citar

OLIVEIRA , P. G. DE . Palavras e imagens infantis: intercambiando linguagens e recriando o mundo com vaga-lumes. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 22, n. 2, p. 493-508, 14 ago. 2020.

Edição

Seção

Dossiê - Arte-fatos: tensões e(m) possibilidades entre cultura, pesquisa e educa

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##