Dificuldades encontradas por estudantes no ensino superior e práticas institucionais adotadas para superá-las

uma revisão de literatura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22483/2177-5796.2021v23n3p741-761

Palavras-chave:

Ensino superior, Dificuldades do estudante, Programa de apoio ao estudante.

Resumo

Objetivou-se investigar as dificuldades encontradas por estudantes no ensino superior, suas condições subjetivas que interferem no sucesso ou fracasso na universidade e as práticas que instituições estão adotando para dirimir tais problemas. Foi realizada uma revisão de literatura com busca sistematizada, que permitiu a recuperação de 51 trabalhos entre teses, dissertações e artigos científicos. Os resultados apontam que os estudantes enfrentam dificuldades principalmente no primeiro ano de curso, período em que ficam evidentes problemas de adaptação. Além do mais, estudantes demonstram dificuldades com estratégias de estudo, relação professor-aluno e pares, aulas expositivas e ferramentas de avaliação. Estudantes que se sentem vocacionados em relação ao curso, com autoestima elevada, autoconceito positivo e sentimentos de autoeficácia, tendem a superar melhor as dificuldades. Pesquisas sugerem que as universidades implantem programas de apoio ao estudante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Corrêa Schwarz, Universidade Federal do Paraná

Graduação em Psicologia pela ACE - Associação Catarinense de Ensino; Mestre e doutoranda em Educação pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) na linha de pesquisa Cognição, Aprendizagem e Desenvolvimento Humano; especialização em Gestão Estratégica de Pessoas pela UNIFAE, Extensão Universitária Lato Sensu em Metodologia da Educação no Ensino Superior pela UniOpet e, atualmente, cursando pós-graduação em Terapia Cognitivo Comportamental (PUCPR). Docente na UniOpet e Estácio Curitiba no curso de Psicologia. Psicóloga Clínica. 

Maria Sara de Lima Dias, Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR

Psicóloga, Pós-doutorado em Psicologia pela Universidad Autónoma de Barcelona, Doutora em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Mestre em Psicologia da Infância e Adolescência. Docente na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). 

Denise de Camargo, Universidade Federal do Paraná

Psicóloga, Mestre e Doutora em Psicologia Social pela Pontíficia Universidade Católica - PUC-SP. Docente pelo Programa de Pós-Graduação em Educação na Universidade Federal do Paraná (UFPR) e no Mestrado em Psicologia na área de Psicologia Social Comunitária na UTP.

Referências

ABELLO RIQUELME, Rubén. et al. Vivencias e implicación académica en estudiantes universitarios: adaptación y validación de escalas para su evaluación. Estudios pedagógicos, Valdivia, v. 38, n. 2 , p. 7-19, 2012.

ARAÚJO, Maria Eugênia Rodriguês. O ensino da contabilidade apoiado na dimensão afetiva da autoeficácia em ambiente virtual de aprendizagem. 2017. Tese (Doutorado em Informática na Educação) - Programa de Pós-Graduação em Informática na Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2017.

BAEZ, Márcio Alessandro Cossio. Relatos de discentes de educação física da PUCRS campus Uruguaiana sobre sua formação. 2008. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.

BERNARDELLI, Estela Maris Camargo. Processos de ensino e aprendizagem e a sua relação com transtornos mentais de estudantes de uma instituição de ensino superior. 2014. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Planalto Catarinense, Lages, 2014.

BIANCHINI, Roberta Luciana Custódio. Encontros com jovens: a escolha pelo curso de pedagogia e o sentido de tornar-se professor. 2017. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2017.

BISINOTO, Cinthia; MARINHO, Claisy; ALMEIDA, Leandro. Educational psychology in higher education: current scene in Portugual. Revista de Psicologia, Lima, Peru, v. 32, n. 1, p. 91-119, 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Decreto nº 6.096, de 24 de abril de 2007. Institui o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais: REUNI. Brasilia: MEC, 2007. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6096.htm. Acesso em: 15 fev. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei No 10.260, de 12 de julho de 2001. Dispõe sobre o Fundo de Financiamento ao estudante do Ensino Superior e dá outras providências. Brasília: MEC, 2001. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/leis_2001/l10260.htm. Acesso em: 25 jul. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Programa Universidade para Todos - PROUNI. Brasília: MEC, 2018a. Disponível em: http://prouniportal.mec.gov.br/tire-suas-duvidas-pesquisa/o-prouni/48-o-que-e-o-programa-universidade-para-todos-prouni. Acesso em 25 jul. 2018a.

BRASIL. Ministério da Educação. Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais - REUNI. Brasília: MEC, 2018b. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/content/article?id=12261:programad. Acesso em: 25 jul. 2018b.

CARAMALAC, Moriele Córdoba. O ensino superior reduzido à formação para o trabalho amplia a consciência ou o inconsciente? Uma avaliação com a psicologia sócio-histórica. 2015. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Curso de Mestrado em Psicologia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2015.

CECHET, Adriana Garcia Stefani. O ingresso na universidade pública: análise dos sentidos atribuídos por um grupo de estudantes atendidos pela assistência estudantil. 2013. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2013.

COTTA, Rosângela Minardi Mitre; COSTA, Glauce Dias; MENDONCA, Érica Toledo. Portfólio reflexivo: uma proposta de ensino e aprendizagem orientada por competências. Ciencia & Saude Coletiva, Rio de Janeiro, v. 18, n. 6, p. 1847-1856, jun. 2013.

COSTA, Glauce Dias; COTTA, Rosângela Minardi Mitre. O aprender fazendo: representações sociais de estudantes da saúde sobre o portfólio reflexivo como método de ensino, aprendizagem e avaliação. Interface, Botucatu, v. 18, n. 51, p. 771–783, 2014.

COULON, Alain. O ofício de estudante: a entrada na vida universitária. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 43, n. 4, p. 1239-1250, 2017.

CRESTE, Cecília Emília de Oliveira. Serviço de apoio psicopedagógico ao estudante de medicina: um estudo de caso. 2013. 107 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2013.

CURY, Daniel Gonçalves. A relação entre professor e aluno no Ensino Superior vista por meio da reprovação. 2012. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.

DAITX, André Cristo; LOGUERCIO, Rochele de Quadros; STRACK, Ricardo. Evasão e retenção escolar no curso de licenciatura em Química do Instituto de Química da Ufrgs. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 21, n. 2, p. 153-178, 2016.

DAMIANO, Rodolfo Furlan. et al. The first year of the freshman support group. Revista Brasileira de Educacao Médica, Brasília, v. 39, n. 2, p. 302–309, 2015.

DAVIDOV, Vasily Vasilovich. O que é a atividade de estudo. Revista Escola Inicial, Cascavel, v. 7, p. 1-7, 1999.

DIAS, Maria Sara de Lima; CAMARGO, Denise de. Programa de desenvolvimento da autoestima na escola. Curitiba: Juruá, 2019.

FERNANDES, Verônica Rodrigues. Prática reflexiva realizada no ensino superior: estratégias de aprendizagem propulsoras para a formação de alunos autorregulados. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2013.

FERRO, Aline Seixas; ANTUNES, André Alexandre. Plantão psicológico: a construção de um “pro-jeto” sobre as vicissitudes humanas no espaço educacional, narrando a intertextualidade de uma experiência psicológica no Instituto Federal de Goiás. Revista Eixo, Brasília, v. 4, n. 1, p. 75-80, jan./jun. 2015.

FLORES, Eliane Teixeira Leite; SOUZA, Diogo Onofre Gomes. O uso do diário como dispositivo cartográfico na formação em odontologia. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, Botucatu, v. 18, n. 48, p. 197-209, 2014.

FLORIANO, Jani. Aprendizagem do adulto: um estudo sobre alunos do curso de Ciências Econômicas. 2013. Tese (Doutorado em Psicologia) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação, Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.

FREITAS-SALGADO, Fernanda Andrade de. Autorregulação da aprendizagem: intervenção com alunos ingressantes do ensino superior. 2013. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2013.

GONZÁLEZ FERNÁNDEZ, Natalia; GARCÍA RUIZ, Rosa.; RAMÍREZ GARCÍA, Antonia. Aprendizaje cooperativo y tutoría entre iguales en entornos virtuales universitarios. Estudios Pedagógicos, Valdivia, v. 41, n. 1, p. 111–124, 2015.

JORGE, Alexandre Alberto Freire. Significados e sentidos acerca de trajetórias de desenvolvimento humano na graduação em enfermagem: contribuições para o ensino na saúde. 2015. Tese (Doutorado em Psicologia Clínica e Cultura) - Universidade de Brasília, Brasília, 2015.

KALMUS, Jaqueline. Ilusão, resignação e resistência: marcas da inclusão marginal de estudantes das classes subalternas na rede de ensino superior privada. 2010. Tese (Doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano) - Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

LEHMAN, Yvette Piha. University students in crisis: university dropout and professional re-selection. Estudos de Psicologia, Campinas, v. 31, n. 1, p. 45–54, 2014.

LUSTOSA, Sandra Silva. et al. Analise das práticas de letramento de ingressantes e concluintes de uma instituição de ensino superior: estudo de caso. Revista CEFAC, Presidente Prudente, v. 18, n. 4, p. 1008-1019, jul./ago. 2016.

MACHADO, Jardel Pelissari; PAN, Miriam Aparecida Graciano de Souza. Direito ou benefício? Política de assistência estudantil e seus efeitos subjetivos aos universitários. Estudos de Psicologia, Natal, v. 21, n. 4, p. 477-488, out./dez. 2016.

MARTINES, Pauline de Mello. Grupos vivenciais de sonhos com estudantes de psicologia: uma proposta para o autoconhecimento e alteridade. 2017. 182 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade de São Paulo, 2017.

MATIAS, Renata de Castro; MARTINELLI, Selma de Cássia. Um estudo correlacional entre apoio social e autoconceito de estudantes universitários. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas, v. 22, n. 1, p. 15–33, 2017. Disponivel em: http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/2964/2579. Acesso em: 25 jul. 2018.

MATOS, Silvia Simão; HOBOLD, Márcia de Souza. Constituição de sentidos subjetivos do processo ensino e aprendizagem no Ensino Superior. Psicologia Escolar e Educacional, Maringá, v. 19, n. 2, p. 299-308, maio/ago. 2015.

MATTA, Cristiane Maria Barra; LEBRÃO, Susana Marraccini Giampietri; HELENO, Maria Geralda Viana. Adaptação, rendimento, evasão e vivências acadêmicas no ensino superior: Revisão da literatura. Psicologia Escolar e Educacional, Maringá, v. 21, n. 3, p. 583-591, set./dez. 2017.

MONTEIRO, Marcia Cristina; SOARES, Adriana Benevides. Concepções de estudantes sobre resolução de problemas e automonitoria. Psicologia Escolar e Educacional, Maringá, v. 21, n. 2, p. 333-341, maio/ago. 2017.

PACHECO, Carla Aparecida. Adaptação acadêmica e competências de estudo no ensino superior. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Vale do Sapucaí, Pouso Alegre, 2017.

PADILHA, Augusta. O processo de constituição da identidade humana e o trabalho da Universidade neste processo: um estudo com alunos do Curso de Serviço Social da PUC/SP. 2009. Tese (Doutorado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.

PELISSONI, Adriane Martins Soares. Eficácia de um programa híbrido de promoção da autorregulação da aprendizagem para estudantes do ensino superior. 2016. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2016.

PEREZ, Silvia Maria. Ingressantes em licenciatura em pedagogia do sistema UAB/ UFSCAR: quem são, o que pensam e aprendizagens. 2013. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2013.

PIOTTO, Débora Cristina. As exceções e suas regras: estudantes das camadas populares em uma universidade pública. 2007. Tese (Doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano) - Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

RESENDE, Franciele Daiane Rodrigues. À borda do buraco negro: uma abordagem etnometodológica da construção do fracasso universitário no Curso de Física da UFSJ. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação) - Departamento de Ciências da Educação, Universidade Federal de São João del-Rei, São João del-Rei, 2016.

RIBEIRO, Flávia de Mendonça. Consciência dos ProUnistas sobre sua inserção no ensino superior. 2013. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campinas, 2013.

ROCHA, Messenas Miranda. Releitura do processo de aprendizagem de estudantes repetentes de Cálculo I. 2016. Tese (Doutorado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2016.

ROSÁRIO, Pedro. et al. Processos de auto-regulação da aprendizagem em alunos com insucesso no 1o ano de Universidade. Psicologia Escolar e Educacional, Maringá, v. 14, n. 2, p. 349-358, maio/ago. 2010.

SARAIVA, Rochely Silva de Lima. Estudo perceptivo sobre avaliação do ensino-aprendizagem no curso de Pedagogia na modalidade de Educação a Distância da Universidade Estadual do Ceará - UECE. 2015. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.

SILVA, Juliana de Lima da. Sentidos e significados da reprovação para estudantes universitários do Amazonas. 2016. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Psicologia) - Fundação Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, 2016a.

SILVA, Larice Santos. A aprendizagem do ofício de estudante universitário: tempos de constituição do ingressante no Ensino Superior. 2016. Dissertação (Mestrado em Psicologia Aplicada) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016b.

SILVA, Lisliê Lopes Vidal. Estilos e estratégias de aprendizagem de estudantes universitários. 2012. 126 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano) - Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

SILVA, Maria Antônia Romão da. Estratégias de aprendizagem autorregulada : efeito de uma intervenção por integração curricular junto a estudantes do curso de design de moda. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2017.

SOARES, Clarice Moreira Braga. Reflexões críticas sobre processos de aprendizagem de universitários. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2013.

TELES, Ana Maria Orofino. Por uma pedagogia com foco no sujeito: um estudo na Licenciatura em Educação do Campo. 2015. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade de Brasília, Brasíla, 2015.

VALENÇUELA, Milton. As representações sociais dos licenciandos em ciências biológicas sobre o processo de formação. 2012. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2012.

VALLE, Antônio et al. Metas académicas y estrategias de aprendizaje en estudiantes universitarios Metas académicas e estratégias de aprendizagem. Psicologia Escolar e Educacional, Maringá, v. 11, n. 1, p. 31-40, jan./jun. 2007.

VIEIRA, Carla Ilara Almeida. Formandos em psicologia: sentidos construídos sobre seu processo de formação. 2012. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, 2012.

VYGOTSKI, Lev Semyonovich. Estudio del desarrollo de los conceptos científicos en la edad infantil. In: VYGOTSKI, L. S. (org.). Obras Escogidas II. 2. ed. Madrid: Machado Grupo de Distribución, 2001. p. 181–285.

VOSGERAU, Dilmeire Sant’Anna Ramos; ROMANOWSKI, Joana Paulin. Estudos de revisão: implicações conceituais e metodológicas. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 14, n. 41, p. 165-189, jan. /abr. 2014.

ZACCARO, Renata Maria Cortez da Rocha. A construção do significado de textos em estudantes universitários e a mediação docente segundo a perspectiva de Vigotski. 2007. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Centro Universitário Moura Lacerda, Ribeirão Preto, 2007.

Downloads

Publicado

2021-11-05

Como Citar

SCHWARZ, J. C.; DIAS, M. S. de L.; CAMARGO, D. de. Dificuldades encontradas por estudantes no ensino superior e práticas institucionais adotadas para superá-las: uma revisão de literatura . Quaestio - Revista de Estudos em Educação, [S. l.], v. 23, n. 3, p. 741–761, 2021. DOI: 10.22483/2177-5796.2021v23n3p741-761. Disponível em: http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/article/view/3809. Acesso em: 27 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos de Demanda