O protagonismo de uma escola indígena da etnia Terena em Mato Grosso do Sul no processo de retomada de território tradicional da terra indígena Buriti

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22483/2177-5796.2020v22n2p609-628

Palavras-chave:

Indígenas Terena, Escola indígena, Retomada de território tradiconal.

Resumo

O objetivo da pesquisa foi analisar o envolvimento da Escola Indígena Terena Alexina Rosa Figueredo, da Aldeia Buriti, em Mato Grosso do Sul, no processo de retomada de território originário dos Terena, buscando entender como se deu a participação da escola, assim como a proposta de compor o projeto político pedagógico da escola em articulação com o movimento de militância pela retomada do terriório. A metodologia utilizada para produção e análise dos dados da pesquisa busca a articulação de diversos procedimentos, como analise documental, entrevistas com anciões e lideranças da aldeia, docentes e discentes da escola indígena, bem como análise PPP da escola. A pesquisa contribui para a compreensão de como o protagonismo da escola possibilita que se efetive uma educação escolar indígena realmente diferenciada e que atenda aos interesses da comunidade Terena.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gerson Pinto Alves, Escola Polo Indígena Terena Alexina Rosa Figueredo

Indígena da etnia Terena. Professor na Escola Polo Indígena Terena Alexina Rosa Figueredo, Aldeia Buriti, Mato Grosso do Sul, Brasil. Mestre em Educação pelo PPGE/UCDB.

Heitor Queiroz de Medeiros, Universidade Católica Dom Bosco - UCDB

Realizou pós-doutoramento no Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) na Linha de Pesquisa Movimentos Sociais, Política e Educação Popular, 2017-2018. Doutorado em Ciências - Ecologia e Recursos Naturais, pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) 2006. Mestrado em Ciência Ambiental, pela Universidade de São Paulo (USP) 1999. Graduação em História pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) 1979-1982 e Faculdades Unidas Católica de Mato Grosso (FUCMAT) 1983. Atualmente é Professor na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) no Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE) - Mestrado e Doutorado, atuando na Linha de Pesquisa 'Diversidade Cultural e Educação Indígena' (2013-Atual), tendo coordenado o programa entre 2014-2018. Líder do Grupo de Pesquisa Diversidade Cultural, Educação Ambiental e Arte - CNPq. 

Referências

ALCÂNTARA, Mamedes Genildo; BROSTOLIN, Marta Regina. O processo escolar dos Terena. Campo Grande: Universidade Católica Dom Bosco, 2011.

ALMEIDA, Fernando Augusto Azambuja. A construção do processo escolar dos Terena da Aldeia Buriti. 2012. 129 p. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, 2012.

AZANHA, Gilberto. Relatório antropológico para a redefinição dos limites da Terra Indígena Buriti - Portaria 1.155/Pres/FUNAI. Brasília: s./ed., 2001.

AZANHA, Gilberto. Relatório GT 553/FUNAI. Brasília: FUNAI, 2000.

BHABHA, Homi K. O local da cultura. Belo Horizonte: UFMG, 1998.

BRASIL. Presidência da República. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília: Casa Civil, 1988.

BRASIL. Presidência da República. Lei nº. 9394/2016. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: Casa Civil, 2016.

BRASIL. Ministério da Educação e Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial Curricular Nacional para as Escolas Indígenas. Brasília: MEC/SEF, 1998.

LEITÃO, R. M. Educação e tradição a significação da educação escolar para o povo Karajá. 1997. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 1997.

MATO GROSSO DO SUL. Secretaria de Estado de Educação. Conselho Estadual de Educação. Deliberação CEE/MS nº. 10.647/2015. Fixa normas para oferta da educação escolar indígena no Sistema Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul. Campo Grande: Secretaria de Estado de Educação 2015.

OLIVEIRA, Jorge Eremites; PEREIRA, Levi Marques. Terra indígena Buriti: perícia antropológica, arqueológica e histórica sobre uma terra terena na Serra de Maracaju, Mato Grosso do Sul. Dourados: UFGD, 2012.

WALSH, Catherine. Interculturalidade, crítica e pedagogia decolonial: in-surgir, re-existir e re-viver. In: CANDAU, Vera Maria. (org.). Educação intercultural na América Latina: entre concepções, tensões e propostas. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2009. p. 12-42.

XIMENES, Lenir Gomes. Terra indígena Buriti: estratégias e performances Terena na luta pela terra. Dourados: UFGD, 2011.

Publicado

2020-08-14

Como Citar

ALVES, G. P. .; MEDEIROS, H. Q. DE . O protagonismo de uma escola indígena da etnia Terena em Mato Grosso do Sul no processo de retomada de território tradicional da terra indígena Buriti. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 22, n. 2, p. 609-628, 14 ago. 2020.

Edição

Seção

Artigos de Demanda