As implicações das relações de trabalho no EaD para a gestão democrática

Autores

  • Valdelaine Mendes

Resumo

Este estudo tem como objetivo argumentar que as características do trabalho docente, realizado nos cursos a distância, podem comprometer a implantação de processos democráticos no interior das instituições de ensino públicas e, consequentemente, podem afetar a qualidade das formações. Este é um estudo de caso que demonstrou haver um acentuado desequilíbrio entre a força de trabalho que atua nos cursos presenciais e a distância na mesma instituição, na qual o direito ao trabalho somente é garantido a uma parcela dos profissionais da universidade. Não são os recursos tecnológicos que possibilitam a certificação de um número elevado de estudantes nas modalidades a distância, mas a exploração absolutamente precária da força de trabalho, assentada na contratação de bolsistas, que impede a criação de novos postos de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-07-13

Como Citar

MENDES, V. As implicações das relações de trabalho no EaD para a gestão democrática. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, [S. l.], v. 18, n. 1, 2016. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/quaestio/article/view/2576. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos de Demanda