Pesquisa científica

uma abordagem sobre a complementaridade do método qualitativo

Palavras-chave: Análise documental, Análise de conteúdo, Pesquisa qualitativa, Pesquisa quantitativa.

Resumo

Este artigo aborda que a pesquisa qualitativa caracteriza-se pelo desenvolvimento conceitual, de fatos, ideias ou opiniões, e do entendimento indutivo ou interpretativo, com caráter exploratório, subjetivo e espontâneo, por meio dos métodos utilizados, à luz dos referenciais teóricos. A análise documental e de conteúdo colaboram como atribuidores para crítica e seleção de documentos, pelos dados, pelas categorias de análise, para evidenciação do discurso e do tratamento das informações por meio de indicadores que indiquem a inferência do pesquisador e da triangulação das informações, com opinião de outros autores. Utilizou-se como metodologia a análise por meio da revisão de literatura. Os resultados se justificam na afinidade das pesquisas qualitativas e quantitativas e seu uso para explicação de dados e fenômenos sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simaria de Jesus Soares, Universidade estadual de Montes Claros; Universidade de Uberaba

Mestrado em Educação pela Universidade de Uberaba. Atualmente é professora de Biologia do Ensino Médio do Colégio Berlaar Imaculada Conceição e do Colégio Sólido.

Valter Machado da Fonseca, Universidade Federal de Viçosa - UFV

Técnico em Mineração pela Escola Técnica Federal de Ouro Preto (MG) - ETFOP (atual CEFET/Ouro Preto), Licenciado em Geografia pelo Instituto de Geografia da Universidade Federal de Uberlândia (MG) -IG/UFU, Mestre e Doutor em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Uberlândia (ênfase em meio ambiente) - PPGED/Faced/UFU. Pós-doutorado em Educação do Campo e Agroecologia pela Faculdade de Educação da UFU. Atualmente é Professor Adjunto I da Universidade Federal de Viçosa - UFV.

Referências

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BODGAN, R.; BIKLEN, S. K. Qualitative research for education. Boston: Allyn and Bacon, 1982.

CASARIN, Helen de Castro Silva; CASARIN, Samuel José. Pesquisa científica: da teoria à prática. Curitiba: Intersaberes, 2012.

FRANCO, Maria Laura Puglisi Barbosa. Análise de conteúdo. Brasília: Plano Editora, 2003.

HOLSTEIN, J. A.; GUBRIUM, J. F. The active interview. London: Sage, 1995.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. 2. ed. Rio de Janeiro: EPU, 2014.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 14. ed. São Paulo: Hucitec Editora, 2014.

PATTON, M. Q. How to use qualitative methods in evaluation. London: SAGE, 1987.

PIMENTEL, Alessandra. O método da análise documental: seu uso numa pesquisa historiográfica. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 114, p. 179-195, nov. 2001.

POPE, Catherine; MAYS, Nicholas. Pesquisa qualitativa na atenção à saúde. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2005.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico: diretrizes para o trabalho didático científico na Universidade. 11. ed. São Paulo: Cortez, 1984.

Publicado
2019-12-10
Como Citar
SOARES, S. DE J.; FONSECA, V. M. DA. Pesquisa científica: uma abordagem sobre a complementaridade do método qualitativo. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, v. 21, n. 3, p. 865-881, 10 dez. 2019.
Seção
Artigos de Demanda