Pedagogia da Escuta: Currículo e Projetos

Autores

  • Ivan Fortunato UNESP

Resumo

No presente artigo, à luz de uma leitura pela complexidade, discutese a proposta pedagógica de Reggio Emilia (Itália), especificamente no seu modo de trabalhar projetos. Epistemologicamente, essa proposta, porque centrada nas inquietações e anseios dos alunos, e não nos conteúdos programáticos, é conhecida como Pedagogia da Escuta, configurando-se como uma corrente pedagógica. A leitura de Stuart Hall sobre indivíduo pós-moderno indica que somos múltiplos e complexos; entende-se que a escola, locus estabelecido para o pleno desenvolvimento, deve respeitar essa complexidade inerente e permitir que o indivíduo reconheça-se como único. Há algo em Reggio Emília que se aproxima desse lócus favorável porque apresenta uma ação educativa que caminha na contramão da hegemonia instituída, ao privilegiar a criação em detrimento da reprodução. Essa hegemonia compreende a educação escolar como espaço de formação padronizada, sem campo para o pleno desenvolvimento. Aqui, a hegemonia é coloca em xeque.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

14-09-2010

Como Citar

FORTUNATO, I. Pedagogia da Escuta: Currículo e Projetos. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, Sorocaba, SP, v. 12, n. 1, 2010. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/quaestio/article/view/182. Acesso em: 1 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos