A Paidéia Jesuítica Entre os Itatínes no Século XVII

Autores

  • Neimar Machado de Sousa Universidade Católica Dom Bosco
  • Amarilio Ferreira Jr. UFSCar
  • Antonio Brand Universidade Católica Dom Bosco

Resumo

A compreensão da atuação dos jesuítas no Itatim (1631-1659) passa pela história da Companhia e sua relação com a expansão comercial européia. O processo colonial de cristianização implicou no combate aos costumes dos Itatines por meio da educação concebida enquanto catequese e viabilização econômica dos pueblos coloniais. A pedagogia enquanto prática passa pela história, pois não é imune ao próprio tempo. No contexto da contra-reforma, a escola foi o palco da luta para aumentar o rebanho. A abordagem passou pela contextualização das estratégias educativas dos jesuítas, compiladas no Ratio Studiorum (1599). Essas iniciativas coloniais, por parte da igreja católica, produziram diversas orientações para o trabalho com os indígenas e a sua redução (reduciret) à vida “civilizada” no interior dos estabelecimentos missionários na região do Paraguai colonial. Colonizar os índios no Novo Mundo implicou em despovoamento, intolerância e perdas territoriais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

14-09-2010

Como Citar

DE SOUSA, N. M.; FERREIRA JR., A.; BRAND, A. A Paidéia Jesuítica Entre os Itatínes no Século XVII. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, Sorocaba, SP, v. 12, n. 1, 2010. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/quaestio/article/view/183. Acesso em: 1 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos