O uso dos jornais religiosos como fonte para a história da educação

Autores

  • Adriana Duarte Leon IFSUL Instituto Federal Sul-Rio-Grandense

DOI:

https://doi.org/10.22483/2177-5796.2017v19n1p69-85

Resumo

O objetivo deste trabalho é apresentar algumas possibilidades de contribuição da imprensa religiosa como fonte para os estudos na área de história da educação. A fim de desenvolver tal argumento, analisaremos três jornais católicos que circularam no Rio Grande do Sul, no início do século XX: o jornal “EstrelladoSul”, produzido pela arquidiocese de Porto Alegre; o jornal “StaffettaRio-grandense”, produzido pela ordem dos Capuchinhos, em Caxias do Sul e o jornal “APalavra”, produzido pela diocese de Pelotas. No que tange à educação, as construções discursivas são muito diretas e disputam uma concepção de educação católica para a escola pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriana Duarte Leon, IFSUL Instituto Federal Sul-Rio-Grandense

Professora do Instituto Federal Sul-Rio-Grandense.

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais, área de concentração História da Educação.

Publicado

2017-05-10

Como Citar

LEON, A. D. O uso dos jornais religiosos como fonte para a história da educação. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, Sorocaba, SP, v. 19, n. 1, 2017. DOI: 10.22483/2177-5796.2017v19n1p69-85. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/quaestio/article/view/2292. Acesso em: 29 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos