A formação de professores e a organização do trabalho pedagógico

desafios para educação dos alunos com TEA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22483/2177-5796.2023v25id4124

Palavras-chave:

formação de professores, organização do trabalho pedagógico, transtorno do espectro autista.

Resumo

Este trabalho busca analisar a relação entre a formação de professores e a organização do trabalho pedagógico (OTP) voltado aos alunos com transtorno do espectro autista (TEA) dos anos iniciais do ensino fundamental das escolas municipais de Francisco Beltrão/PR. A metodologia segue a abordagem qualitativa com pesquisa bibliográfica, análise de documentos e dados provenientes de questionários e entrevistas. Após a análise dos questionários respondidos pelos professores que possuem em sua sala de aula alunos com autismo, apresenta os critérios para a seleção dos professores entrevistados. Assim, analisa duas categorias: “formação continuada” e “organização do trabalho pedagógico”. Conclui que há uma descontinuidade nas propostas dos cursos de formação continuada com participação de alguns professores. Demostra as implicações dessa prática institucional para a OTP voltada aos alunos com TEA, desvelando o desenvolvimento de estratégias didáticas isoladas sem considerar todos os envolvidos no processo formativo-educativo desses estudantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvana Sewald, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE

Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná- UNIOESTE, e Mestre no Programa de Pós-Graduação em Educação pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná- UNIOESTE, campus de Francisco Beltrão. Membro do grupo de pesquisa Educação Superior, Formação e Trabalho Docente - GESFORT.

Ângela Maria Silveira Portelinha, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE

Possui graduação em Pedagogia e especialização em séries iniciais pela Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC), mestrado em Educação pela Universidade do Contestado (UNC) em convênio com UNICAMP. Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul ( UFRGS) linha de pesquisa, Universidade: teoria e prática. Atualmente é professor adjunto da Universidade Estadual do Oeste do Paraná. (UNIOESTE), curso de Pedagogia e no Programa de Pós-graduação em Educação - Mestrado, linha de pesquisa "Cultura, processos educativos e formação de professores&quot.

Margarette Matesco Rocha, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Estadual de Londrina, especialização em Psicoterapia Comportamental, mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Londrina e doutorado em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos. Atualmente é professor adjunto da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE - Campus de Francisco Beltrão. 

Downloads

Publicado

22-03-2023

Como Citar

SEWALD, Silvana; PORTELINHA, Ângela Maria Silveira; ROCHA, Margarette Matesco. A formação de professores e a organização do trabalho pedagógico: desafios para educação dos alunos com TEA . Quaestio - Revista de Estudos em Educação, Sorocaba, SP, v. 25, p. e023002, 2023. DOI: 10.22483/2177-5796.2023v25id4124. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/quaestio/article/view/4124. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos de Demanda