Gestão escolar democrática e a participação infantil por meio da representatividade do Conselho Mirim

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22483/2177-5796.2023v25id4596

Palavras-chave:

conselho mirim, gestão escolar democrática, participação infantil.

Resumo

Este estudo objetivou analisar as possibilidades e os limites do Conselho Mirim (CM) como instrumento para a implementação da gestão escolar democrática em escolas municipais de Santo André. Optou-se pela abordagem qualitativa de pesquisa e foram utilizadas duas técnicas para coleta de dados que se complementam entre si: a entrevista realizada com dez vice-diretores de escola e o círculo de cultura desenvolvido com cinco representantes do CM. Para subsidiar os pesquisadores, em ambas as fases foram utilizados roteiros semiestruturados. Após a coleta de dados, os depoimentos dos participantes foram codificados, categorizados e interpretados na perspectiva da teoria fundamental de John W. Creswell. Os resultados da pesquisa mostram que o CM é um influente canal de práticas democráticas que, se for consolidado entre as escolas e os gestores, pode ser um instrumento para a implementação da gestão escolar democrática. Também é fundamental considerar que a singularidade da infância exige competência dos mediadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Liliane Silva Costa , Prefeitura Municipal de Santo André | Secretaria da Educação

Mestre em Educação pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (UCS), Diretora de Escola na Secretaria Municipal de Santo André-SP. 

Nonato Assis de Miranda, Universidade Municipal de São Caetano do Sul

Doutor em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Professor titular do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS).

Downloads

Publicado

27-07-2023

Como Citar

COSTA , L. S.; MIRANDA, N. A. de. Gestão escolar democrática e a participação infantil por meio da representatividade do Conselho Mirim. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, Sorocaba, SP, v. 25, p. e023022, 2023. DOI: 10.22483/2177-5796.2023v25id4596. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/quaestio/article/view/4596. Acesso em: 27 set. 2023.

Edição

Seção

Artigos de Demanda