O uso de legislação em pesquisas sobre história da educação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22483/2177-5796.2023v25id5015

Palavras-chave:

legislação como fonte, história da educação, legislação educacional.

Resumo

Esse artigo trata da utilização da legislação como fonte nas pesquisas em história da educação tomando, como exemplo, sobretudo, experiências de investigação sobre uma reforma educacional. Para tanto, pauta-se em pesquisa bibliográfica e nas discussões teóricas relativas à pesquisa histórica. Com base em teóricos como Chartier e Julia, defende-se que trabalhar com legislação educacional requer ir além do prescrito, determinado. É preciso verificar como a legislação (leis gerais ou derivada) é incorporada pela sociedade. Leis gerais e legislação derivada devem, assim, compor o repertório documental do pesquisador em história da educação em decorrência da amplitude de práticas e representações que indicam, aproximando-o da cultura escolar de instituições específicas em diferentes épocas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Crislane Barbosa de Azevedo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Mestre em Educação e Contemporaneidade pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e Pós-doutora em Educação, com supervisão de Bernard Charlot. 

Referências

AROSTEGUI, Julio. A pesquisa histórica: teoria e método. Tradução de Andréa Dore. Bauru: EDUSC, 2006.

AZEVEDO, Fernando de. A cultura brasileira. 6. ed., Brasília: UNB; Rio de Janeiro: UFRJ, 1996.

BIZERRA, Ingrid K. C.; SANTOS, Silvânia da S. O uso das normativas oficiais como fonte para a história da educação: uma interpretação sobre o tema. IN: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, CONEDU. II. Anais, Campina Grande, 14 a 17 de outubro de 2015. 11p.

BLOCH, Marc. Apologia da História ou o ofício de historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2001.

CASTANHA, André P. O uso da legislação educacional como fonte: orientações a partir do marxismo. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, número especial, p. 309-331, abr. 2011.

CHARTIER, Roger. A História Cultural: entre práticas e representações. Tradução de Maria Manuela Galhardo. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil; Lisboa: Difel, 1990.

FARIA FILHO, Luciano M. de. A legislação escolar como fonte para a história da educação: uma tentativa de interpretação. In: FARIA FILHO, Luciano M. de (Org.). Educação, Modernidade e Civilização: fontes e perspectivas de análises para a história da educação oitocentista. Belo Horizonte: Autêntica, 1998.

FÁVERO. Osmar. (Org.). A educação nas constituintes brasileiras (1823-1988). 3. ed., Campinas: Autores Associados, 2005.

FEBVRE, Lucien. Combates pela história. 3 ed. Lisboa: Presença, 1974.

GALVÃO, Ana Maria de Oliveira; BATISTA, Antônio Augusto Gomes. Manuais escolares e pesquisa em História. In: FONSECA, Thaís N. de L.; VEIGA, Cynthia G. (Org.). História e Historiografia da educação no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica: 2003.

GÓES, Balthazar. Ofício n. 9, de 04/06/1913, do Grupo Escolar Modelo à Diretoria da Instrução Pública do Estado de Sergipe. Aracaju, 1913a.

GÓES, Balthazar. Hymnario dos Grupos Escolares e Escolas Singulares do Estado de Sergipe: complemento do Regimento Interno. Sergipe: Imprensa Nacional, 1913b.

JULIA, Dominique. A cultura escolar como objeto histórico. Tradição de Gizele de Souza. Revista Brasileira de História da Educação. Campinas, n. 1, jan./jun.2001.

LE GOFF, Jacques. Antigo/Moderno. In: História e Memória. 3. ed., Campinas: Unicamp, 1994.

MACHADO, Ironita P. Algumas considerações sobre a pesquisa histórica com fontes judiciais. Métis: história & cultura. v. 12, n. 23, p. 15-31, jan./jun. 2013.

MARROU, Henri-Irenée. Sobre o conhecimento histórico. Tradução: Roberto Cortes de Lacerda. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1978.

MIGUEL, Maria Elisabeth Blanck. A legislação educacional: uma das fontes de estudo para a história da educação brasileira. Campinas: HISTEDBR, [200_]. Texto disponibilizado pelo Grupo de Estudos e Pesquisas “História, Sociedade e Educação no Brasil”.

REIS FILHO. C. Índice básico da legislação do ensino paulista. Campinas: Gráfica Central/ UNICAMP, 1998.

SANFELICE. J., L. Fontes e história das políticas educacionais. In LOMBARDI. J., C. & NASCIMENTO. M., I. Fontes, história e historiografia da educação. Campinas: Editora Autores Associados/HISTEDBR; Palmas: UNICS; Ponta Grossa: UEPG/ PUCPR, 2004.

SÁ, Nicanor P.; SIQUEIRA, Elizabeth (Org.). Leis e regulamentos da instrução pública de império em Mato Grosso. Campinas: Autores Associados; SBHE, 2000.

SAVIANI, Dermeval. Política e educação no Brasil: o papel do congresso nacional na legislação do ensino. Campinas: Autores Associados, 2002.

SERGIPE. Regulamento do Ensino Primário expedido pelo Exm. Snr. Dr. José Rodrigues da Costa Dória presidente do Estado por decreto n. 563 de 12 de agosto de 1911. Aracaju: Typ. Commercial, 1911.

SERGIPE. Regulamento Geral da Instrucção Publica do Estado de Sergipe, expedido conforme decreto n. 867, de 11 de março de 1924. Aracaju: Typ. do “O Estado de Sergipe”, 1924.

SERGIPE. Mensagem apresentada á Assembléa Legislativa, em 7 de Setembro de 1926, ao installar-se a 1ª Sessão Ordinaria da 16ª legislatura, pelo Dr. Mauricio Graccho Cardoso, Presidente do Estado. Aracaju: Typ. de Instituto Profissional Coelho e Campos, 1926.

SERGIPE. Decreto n. 25 de 03 de fevereiro de 1931 – Dá novo regulamento à Instrução Primária do Estado. In: Decretos-Leis do Estado de Sergipe de 1931-1934. Aracaju: Imprensa Official, 1937.

SILVA, Jeanne. Relações entre história e direito o direito como campo de pesquisa histórica e a história como contribuição ao avanço do direito. Revista Projeto História. nº 41. Dezembro de 2010.

TOURAINE, Alain. Crítica da modernidade. 7. ed., Petrópolis: Vozes, 2002.

VEIGA, Cynthia Greive. História Política e História da Educação. In: FONSECA, Thaís N. de L.; VEIGA, Cynthia G. História e Historiografia da educação no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica: 2003.

Downloads

Publicado

03-10-2023

Como Citar

AZEVEDO, C. B. de. O uso de legislação em pesquisas sobre história da educação. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, Sorocaba, SP, v. 25, p. e023034, 2023. DOI: 10.22483/2177-5796.2023v25id5015. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/quaestio/article/view/5015. Acesso em: 3 dez. 2023.

Edição

Seção

Artigos de Demanda