Gênero oral debate

das redes sociais para a sala de aula

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22483/2177-5796.2024v26id5230

Palavras-chave:

ensino de língua portuguesa, gênero discursivo oral, debate.

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a contribuição de debates viabilizados nas redes sociais como objeto de ensino para produção oral e escrita na sala de aula, com destaque na importância do ensino do gênero debate como colaborador para a participação do aluno enquanto sujeito na sociedade. Trata-se de uma pesquisa-ação, de cunho interpretativista, desenvolvida com uma turma do 9º ano do Ensino Fundamental de uma escola estadual situada em Mato Grosso. A intervenção foi realizada a partir do procedimento sequência didática. Os resultados apontam que os alunos evoluíram no decorrer do processo, ao passo que, no debate final, a linguagem empregada pelos debatedores e pela plateia foi adequada para a situação. Os estudantes não fugiram da temática proposta, demonstrando compreensão e domínio do gênero trabalhado. Conclui-se que houve aprendizagem significativa do gênero debate.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leandra Ines Seganfredo Santos, Universidade do Estado de Mato Grosso - Campus Universitário de Sinop

Mestre em Estudos de Linguagem pela Universidade Federal de Mato Grosso, Doutora em Estudos Linguísticos (Linguística Aplicada) pela UNESP e Pós-doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem (PUCSP). É professora concursada na Universidade do Estado de Mato Grosso (Professor Adjunto nível 7).

Adalucy Martins Pinto, Universidade do Estado de Mato Grosso - Campus Universitário de Sinop

Mestrem em Letras pelo Profletras, Unidade UNEMAT/Sinop. Professora efetiva na rede estadual de ensino público em Mato Grosso.

Downloads

Publicado

10-06-2024

Como Citar

SANTOS, Leandra Ines Seganfredo; PINTO, Adalucy Martins. Gênero oral debate: das redes sociais para a sala de aula. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, Sorocaba, SP, v. 26, p. e024008, 2024. DOI: 10.22483/2177-5796.2024v26id5230. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/quaestio/article/view/5230. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos de Demanda